Quem Sou Eu???

Quem Sou Eu???
Uma Eterna Aprendiz...

Total de visualizações de página

Volta ao mundo... Estamos aqui!!!

Recent Visitors

Seguidores

Postagens populares

26 de janeiro de 2010

Chéri

Chéri
Mais um lançamento chega às salas de cinema movimentando o circuito cultural de 2010.
Photobucket
“Chéri” é a adaptação para o cinema do romance de “Colette”, escritora francesa do início do século XX. Dirigido por Stephen Frears, de “A Rainha”, roteiro de Christopher Hampton, de “Desejo e Reparação”, e que foi premiado com o Oscar por “Ligações Perigosas”, também dirigido por Stephen Frears e protagonizado por Michelle Pfeiffer. Pelo filme, a atriz recebeu sua primeira indicação ao Oscar, em 1989.

O Filme

Paris início do século XX, Léa de Lonval (Michelle Pfeiffer) aproveita os recursos que conseguiu reunir pelos anos em que trabalhou como cortesã. Apesar de já não ser uma jovem mulher, ela sabe que ainda possui muito da beleza que tinha. O contrário é sua amiga, Madame Peloux (Kathy Bates), que por não ser mais bonita acabou se tornando uma mulher amarga e rancorosa. Quando Chéri (Rupert Friend) filho de Peloux está com 19 anos, ela decide que a pessoa ideal para ensiná-lo sobre a vida é a ex-colega. As duas então fazem um acordo, para que Léa tenha um relacionamento com o garoto, fazendo com que ele se torne um homem. Seis anos depois, no entanto, Léa e Chéri continuam juntos, mesmo que o acordo deveria durar apenas poucas semanas. Sem saber, Madame Peloux arma com sua amiga Marie-Laure, também ex-cortesã, para casar o jovem com a filha desta, a adolescente Edmée. Apesar de ser contrário à união, o garoto não tem o que fazer e precisa seguir os conselhos da mãe. Com a proximidade do casamento, a relação entre Léa e Chéri se torna cada vez mais difícil, e eles percebem que não conseguem mais viver um sem o outro. A produção é de Andras Hamori, Bill Kenwright, Thom Mount e Tracey Seaward, música de Alexandre Desplat e fotografia de Darius Khondji.




Note e Anote
A onda do verão no SESC

Ocorre hoje no SESC às 20h a exibição do filme “Riding Giants”, no parque aquático e no próximo domingo dia 31ocorre outra sessão às 14h, no teatro.


25 de janeiro de 2010

80 Anos!

“Sua tarefa é descobrir o seu trabalho e, então, com todo o coração, dedicar-se a ele.” Buda
Photobucket
Oito décadas de história, lutas, vitórias, dedicação, sacrifícios e o orgulho de poder comemorar uma data mais que especial. Os olhares se voltam para a saga da família Silva que fez e faz o diferencial na história jornalística de nossa cidade. Falar do jornal “O IMPARCIAL” para mim é uma emoção que vai além das palavras. E parece pouco, mas em quase um ano são emoções vividas diariamente com fatos, notícias, eventos, shows e a convivência com pessoas talentosas e que agregam cada vez mais valores importantíssimos em nossas vidas. E poder divulgar o trabalho de nossos artistas e uma agenda cultural eclética e rica como temos é mais que um privilégio. Sempre digo que a nossa cidade respira cultura e o “perfume” da música, da poesia, das cores de uma tela, da fotografia que registra momentos que são eternizados está no ar como o cheiro da laranja que se espalha por toda a cidade. Homenagear pessoas e chegar aos corações dos leitores me faz crer que fazemos o nosso melhor, e digo isso não só pela liberdade que nós temos para “falar” aos quatros cantos o que pensamos, mas o retorno carinhoso que recebo dos leitores através de inúmeros e-mails recebidos dia a dia. Aqui podemos soltar a voz e embargada de emoção podemos ser quem somos, sem medo e sem reservas. Não precisamos usar máscaras, e com verdade e simplicidade trazemos o leitor para perto que busca informação de uma forma arrojada, mas que seja simples e leve. Acredito que ao nos mostrarmos com verdade, sempre receberemos a verdade e principalmente a lealdade do nosso leitor que hoje comemora conosco os 80 anos de um jornal que literalmente é “IMPARCIAL”. Em nossas páginas estão escritas histórias de araraquarenses ilustres, mas também de guerreiros que venceram pelo trabalho e pelo amor a terra. E além de homenagear a família Silva, você leitor que é de extrema importância para todos nós parabenizo todos aqueles que diariamente contribuem para que o jornal chegue a sua casa. São muitas pessoas envolvidas e muito trabalho, mas que o resultado final é compensador, pois temos você que nos incentiva, nos impulsiona para que a cada dia doemos o que temos de melhor. Obrigada por fazer parte da nossa história e comemorar conosco de uma maneira simples e singela uma data importante que já está registrada com muita emoção em nossos corações.

23 de janeiro de 2010

Luama

“Introdução para um samba novo” por Luama
A cantora, compositora e instrumentista Luama faz show no SESC amanhã às 16 h.
Photobucket
Foto: Walter Antunes


Ritmos com quebras e balanços inusitados, melodias e letras intensas caracterizam a sonoridade do show “Introdução para um samba novo”, que a cantora, compositora e violonista Luama apresenta no SESC amanhã às 16h. O show marca o lançamento na cidade de Araraquara do disco “Introdução para um samba novo”. O repertório traz à tona um conjunto de sambas compostos por Luama, falando de temas universais, como liberdade, beleza e amor. Sua gênese do samba passa por uma forte marca autoral que inclui referências a melodias roqueiras, harmonias jazzísticas, violão bossa-nova, com pés em valsas, souls e boleros.A sonoridade é pós-moderna e radical ao mesmo tempo. Sua força transparece na síntese performática de Luama, com sua voz marcante, interpretações personalíssimas e violão exato. A banda é formada por músicos de diversas origens, fato que contribui para a originalidade da gênese musical apresentada no palco. Entre os músicos: Rodney Nascimento (bateria), Ronaldo Gama (baixo, naipe de metais com Pipeta - trompete), Asnésio Bosnic (saxofone) e Ruben Marley (trombone) e Delphim Porto (piano). Cantora, compositora e violonista, Luama cria letras e melodias que conduzem o ouvinte através de perspectivas originais na esfera das sonoridades contemporâneas. Inaugurou seu trabalho autoral com o CD “Luama”, lançado em 1999. Neste CD, a instrumental “Peixes” e uma versão instrumental de “Composição”, viraram trilha sonora do premiadíssimo filme de animação “Chifre de Camaleão”, do carioca Marcelo Marão. Em 2005 a parceria com o cinema de animação continua com a trilha sonora de “O Arroz nunca Acaba”, e em 2009, com a trilha de “Quero ser um monstro”, também de Marão. Em 2001 a cantora, compositora e instrumentista faz o show “A hora do meio-dia”, que se transforma em disco ao vivo, gravado no teatro dos Satyros. O disco “Luama - A hora do Meio-dia” sai em 2003, com formato minimalista e radicalmente cru, sem retoques de estúdio, onze canções e uma faixa instrumental. Nestes anos Luama também faz inúmeras apresentações em teatros, unidades dos SESCs e no Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto. Em 2003, 2004 e 2005, além de realizar seu trabalho autoral, passa a colaborar na banda de Loop B e participa de várias apresentações com este artista e com outros nomes importantes da música brasileira, como Mestre Salu, Lívio Tragtemberg e Dante Ozzetti. É também em 2004 que Luama começa a trabalhar no projeto composicional “Os 30 Sambas do Japão”, do qual surgem várias músicas que ela toca no show “Cósmico Samba”. Em 2008 estréia o show “Cósmico Samba” na Virada Cultural Paulista, resultado de intensa pesquisa sobre variações rítmicas e poesia mítica. Um show inteligente e dançante. Luama desafia os estereótipos associados ao samba e o insere, sem falsa-grandeza, numa proposta universal, cósmica. Algumas das músicas estão registradas no CD “Introdução para um samba novo”, lançado em 2009. Informações: (16): 3301.7500.



Note e Anote
Cachorro Morto hoje no SESC


O espetáculo Cachorro Morto que será apresentado no SESC hoje dia 23 de janeiro às 20 h conta a história de Bruno, um garoto portador da Síndrome de Asperger, craque em matemática e que sabe de cor todos os países do mundo e suas capitais. Ele nunca vai muito além de seu próprio universo, pois é capaz de resolver complicadas equações, mas não possui habilidade para lidar com emoções e pessoas. Um dia o garoto encontra um cão morto no jardim e a partir daí vai ter que começar a interagir com outras pessoas. O roteiro foi inspirado em três livros: o inglês e premiado The Curious Incident of the Dog in the Night-time, de Mark Haddon; A Música dos Números Primos, de Marcus du Sautoy; e Nascido Num Dia Azul, do autor Daniel Tammet. A direção e dramaturgia do espetáculo são de Leonardo Moreira, no elenco atores da Companhia Hiato Aline Filócomo, Luciana Paes, Maria Amélia Farah, Thiago Amaral e Joaquim Lino. Animações Digitais de Gustavo Borrmann, concepção de cenário de Leonardo Moreira, iluminação é de Marisa Bentivegna, música original de Gustavo Borrmann, figurinos de Willy, técnica: Fernanda Bernardes e produção da Companhia Hiato.
Acontecendo...
Photobucket
Tudo indica que os integrantes da banda norte-americana Aerosmith estão em busca de um novo cantor. Steven Tyler continua internado em uma clínica de reabilitação, onde passa por um tratamento contra o vício em analgésicos, a banda diz que quer continuar a tocar, conforme declarou o guitarrista Joe Perry. Segundo o músico, o Aerosmith pretende voltar à estrada até o meio do ano já com um novo cantor. No entanto, ele declarou que a substituição será temporária.
Carnaval 2010

A Secretaria Municipal da Cultura irá selecionar atores para integrarem o grupo performático do “Carnaval Para Todos 2010”. Os artistas devem enviar seus currículos artísticos em arquivo anexo, de extensão “doc” (Word), colocando no campo assunto o título “Currículo – Carnaval 2010”, para o email:seccultura@araraquara.sp.gov.br.
Os interessados devem enviar o currículo até às 18 horas do dia 26 de janeiro. Os selecionados devem ter disponibilidade para prestação de serviços no período de 12 a 16 de fevereiro, nos eventos oficiais, acompanhando a Comitiva do Carnaval 2010.

Oscar Francês
O poderoso drama criminal “Un Prophète”, de Jacques Audiard, um dos filmes mais comentados do festival de cinema de Cannes no ano passado, liderou as indicações para o prêmio Cesar, a versão francesa do Oscar. O thriller sombrio, que ganhou o "Grand Prix" em Cannes, foi indicado para 13 categorias para a cerimônia que acontece em 27 de fevereiro, incluindo Melhor Filme, Direção e Ator para o novato Tahar Rahim.

22 de janeiro de 2010

Gorillaz & Plastic Beach

A banda virtual mais conhecida do planeta lança o terceiro álbum intitulado “Plastic Beach”, que chega às lojas no dia 9 de Março.
Photobucket



A banda “Gorillaz” é formada por quatro membros animados: 2D, Murdoc Niccals, Noodle e Russel. A música do grupo é resultado da colaboração entre vários outros músicos, sendo Damon Albarn o único membro permanente. Seu estilo musical normalmente é classificado como rock alternativo, embora haja muita influência do britpop, dub e da eletrônica.O primeiro álbum da banda, Gorillaz, vendeu mais de 7 milhões de cópias e a banda entrou para o Guinness World Records como a Banda Virtual de Mais Sucesso. O segundo álbum da banda, Demon Days, recebeu cinco vezes o certificado de platina no Reino Unido e dupla platina nos Estados Unidos. A banda recebeu cinco indicações para o Grammy Award em 2006, e venceu um deles na categoria “Melhor Colaboração Pop”. A banda virtual britânica vai liderar as atrações no “Festival Coachella”, no sul da Califórnia, em abril, e informou esta semana que vai reaparecer no dia 9 de março com seu terceiro álbum. Com 16 faixas, o álbum “Plastic Beach”, da Virgin Records, terá vários artistas convidados, entre os quais Lou Reed, Mos Def, Snoop Dogg, De La Soul, Bobby Womack, Mark E. Smith, do The Fall, e Gruff Rys, do Super Furry Animals. O primeiro single do álbum, “Stylo”, estreou nas rádios na última quarta e estará disponível no varejo digital a partir de 26 de janeiro. Fundindo hip-hop, pop, reggae e influências do Oriente Médio com uma narrativa cômica dos “músicos”, o Gorillaz já criou vários singles de sucesso, como “Clint Eastwood” e “Feel Good Inc.” Essa combinação eclética de sons e vocais vem resultando em ótimas vendas. De acordo com a Nielsen SoundScan, o álbum de estreia “Gorillaz”, de 2000, vendeu 1,9 milhão de cópias nos Estados Unidos, e “Demon Days”, de 2005, 2,2 milhões. Ainda não foram anunciadas outras apresentações, mas o show do Gorillaz em Coachella, que terá lugar entre os dias 16 e 18 de abril em Indio, Califórnia, será incrementado com participações dos convidados Gruff Rys e Little Dragon, que também estão entre as atrações do festival.

O álbum
Photobucket
Segundo comunicado oficial, a história de Plastic Beach é a seguinte: “A banda gravou numa ilha secreta flutuante no Pacífico Sul, instalou-se aí o quartel-general da Plastic Beach, feito de detritos, ruínas e restos da humanidade. A Plastic Beach é o ponto de mais difícil acesso partindo de qualquer sítio da Terra; o ponto mais deserto do planeta”.



Note e Anote
The Dead Rocks no SESC
Photobucket
A banda The Dead Rocks, que toca surf music e que vai apresentar canções do novo disco que deve sair em edições limitadas em vinil estará hoje no SESC. A banda é considerada umas das melhores bandas de surf music do Brasil e o show ocorre às 20h, na convivência interna. Informações: (16): 3301.7500.
Acontecendo...

Virada Cultural Paulista 2010
Photobucket
A Secretaria de Estado da Cultura lança, no dia 27 de janeiro às 12h, a programação da Virada Cultural Paulista 2010. O evento será realizado no Salão Nobre da Secretaria (Rua Mauá, 51) e reunirá prefeitos e secretários de cultura das 29 cidades participantes, além de artistas e produtores. Durante o anúncio da programação, haverá apresentações do ator Marcelo Mansfield, do mágico Ricardo Malerbi, do compositor Chico Pinheiro e dos malabaristas Irmãos Becker. Promovida pelo Governo do Estado desde 2007, a Virada Cultural Paulista ocorrerá, este ano, em 29 cidades do Estado, nos dias 22 e 23 de maio. Entre os artistas já confirmados estão os franceses Manu Chao (foto) e Yann Tiersen, os norte-americanos Cat Power e Mudhoney, e brasileiros como Paralamas do Sucesso, Titãs, Zeca Baleiro, Toquinho, Arnaldo Antunes e outros.


Exigências
Beyoncé não deixou de lado as vantagens de ser uma artista pop de sucesso e fez uma série de exigências à produção. A diva que estará por aqui pela primeira vez, além de sua bagagem, chega munida de sua equipe de 45 pessoas, incluindo seu maquiador, cabeleireiro e até cozinheiro particular. Para acomodar e satisfazer toda essa “trupe”, são necessários 30 quartos de hotel e 40 pizzas ao fim de cada apresentação. Beyoncé, claro, tem um camarim exclusivo, mantido sempre à 25º e de decoração toda branca. Para se maquiar e arrumar o cabelo sem chances de errar, ela pede que a luz do ambiente simule a iluminação do palco. O banheiro usado por ela tem que ter tapetes de algodão e, o interessante é que ela não abusa no número de toalhas: pediu apenas quatro, brancas, de boa qualidade. Durante as duas horas e meia de show, Beyoncé se troca dez vezes. O palco conta com uma estrutura de cabos de aço para que a cantora voe sobre o público, três telões de led e efeitos pirotécnicos mil.



Tapete Vermelho
O representante brasileiro na categoria “Melhor Filme Estrangeiro” do Oscar 2010, está fora da disputa. O longa “Salve Geral”, do diretor Sergio Rezende, não foi selecionado para a lista de nove filmes escolhidos pela Academia de Cinema. Para esta categoria, são selecionados nove títulos, e posteriormente quatro são eliminados. O grupo de cinco filmes forma o grupo finalista concorrente ao prêmio máximo da indústria cinematográfica. “Salve Geral” é uma produção orçada em mais de R$ 9 milhões, e aborda os ataques criminosos ocorridos em São Paulo em 2006. O filme conta com Andréa Beltrão no elenco. Na listas dos nove filmes estrangeiros da Academia estão dois representantes latino-americanos: “O segredo dos seus olhos”, de Juan Jose Campanella, da Argentina, e “The milk of sorrow”, de Claudia Llosa, do Peru.


Habla espanhol?
A Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) divulgou ontem, um ranking com os melhores clubes “de todos os tempos”, embora a entidade use dados apenas dos últimos 18 anos. O Barcelona, da Espanha, foi eleito como o melhor time de futebol, e o são Paulo aparece como o melhor brasileiro colocado na lista, na 18ª posição. O ranking da entidade internacional leva em conta o ranking anual publicado pela mesma instituição. Os critérios de pontuação são os pontos e títulos conquistados em campeonatos e copas nacionais, além dos torneios continentais. O segundo colocado no ranking é o Manchester United, da Inglaterra, seguido do Real Madrid, da Espanha. O sul-americano melhor colocado na lista é o River Plate, da Argentina, em nono lugar, o Boca Juniors, rival argentino, está em 15º lugar.



21 de janeiro de 2010

Invictus

Com estreia prevista para 29 de janeiro “Invictus” do diretor Clint Eastwood traz o renomado ator Morgan Freeman como Nelson Mandela.

Photobucket
Lançado dia 14 de janeiro na França “Invictus” tem estreia prevista para 29 de janeiro no Brasil. O filme atraiu 88.804 espectadores em seu primeiro dia de exibição na França, segundo o estúdio Warner Bros. Um resultado que não está muito longe do registrado por “Gran Torino”, o longa metragem anterior do mesmo diretor, lançado em Fevereiro de 2009. Estes primeiros resultados servem de consolo para Clint Eastwood, pois o mesmo “Invictus” não foi muito bem aceito nos EUA em seu lançamento no mês passado. Com apenas 33 milhões de dólares de receitas de bilheteria, está longe dos números alcançados por “Gran Torino”, que ultrapassou cem milhões de dólares de receitas no exterior. Atualmente, Clint Eastwood está no Havaí, por conta das filmagens de “Hereafter”, estrelado novamente por Matt Damon.

O filme

“Invictus” conta a história de como Nelson Mandela (Morgan Freeman) uniu forças com o capitão da equipe de rúgbi da África do Sul, Francois Pienaar (Matt Damon), para ajudar a unir a nação. Recém-eleito, o presidente Mandela sabe que seu país permanece dividido racial e economicamente após o fim do apartheid. Acreditando ser capaz de unificar a população por meio da linguagem universal do esporte, Mandela apóia o desacreditado time da África do Sul na Copa Mundial de Rúgbi de 1995, que faz uma incrível campanha até as finais. O longa que é dirigido por Clint Eastwood conta com o roteiro de Anthony Peckham, baseado em livro de John Carlin. A produção é de Clint Eastwood, Robert Lorenz, Lori McCreary e Mace Neufeld. Música de Kyle Eastwood e Michael Stevens. Fotografia de Tom Stern, direção de arte de Tom Hannam e Jonathan Hely-Hutchinson e figurino de Deborah Hopper. Além dos atores Morgan Freeman e Matt Damon o elenco conta com as participações de Tony Kgoroge (Jason Tshabalala), Patrick Mofokeng (Linda Moonsamy) e Matt Stern (Hendrick Booyens) entre outros.



Note e Anote
Inscrições Abertas


A Asfaci foi contemplada com o Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo/2009 para realização da “IV Mostra de Artes Circenses do Interior Paulista”, que acontecerá em março. Desde sua primeira edição, em dezembro de 2004, a Mostra de Artes Circenses do Interior Paulista é apresentada em Araraquara e se tornou evento fundamental na valorização e oxigenação das atividades circenses às realidades atuais. Tradicionalmente, a mostra artística visa o intercâmbio e compartilhamento de saberes entre os participantes; recuperação e divulgação da memória do circo; encontros, dinâmicas de grupo, cursos de formação e aprimoramento de circenses e demais interessados, em várias áreas, como cidadãos, artistas e empreendedores culturais, na busca de autonomia na produção de sua arte e de seu reconhecimento como sujeitos de sua própria história. Além disso, congrega diversas expressões das artes como a música e o teatro, característica própria do circo. Os espetáculos circenses serão compostos por comédias, esquetes, reprises, entradas cômicas, shows musicais com repertório circense e humorístico e números de variedades, objetivando divulgar e fortalecer a cultura de pequenos e médios circos que apresentam seus espetáculos seguindo o modelo familiar em que são organizadas suas ações artísticas. Como a produção circense no interior paulista é ampla, o desafio será selecionar o que é produzido de melhor pelos artistas, trupes e circos atuantes no interior do Estado. Para participar da seleção com seu projeto faça sua inscrição até dia 05 de fevereiro. Informações: (16): 3331-5352.

Acontecendo...


1, 2, 3... Vendido!
Photobucket
A atriz americana Scarlett Johansson está leiloando um encontro com um fã para arrecadar fundos para ajudar o Haiti. O leilão, que começou na segunda no portal Ebay.com e segue até a próxima sexta, recebeu, um lance máximo de US$ 600,00. O ganhador do leilão vai receber quatro entradas para ver a apresentação da estrela na Broadway, em Nova York, e a oportunidade de passar 10 minutos com a atriz, com direito a tirar fotos e receber autógrafos.


Comemoração
Ocorre hoje às 9h na capela do Lar São Francisco de Assis (Asilo) uma missa em homenagem aos 93 anos da instituição. Fundado em 21 de janeiro de 1917, a atual diretoria comemora não só o aniversário, mas também agradece as parcerias, o belíssimo trabalho dos voluntários e todos aqueles que contribuem para que os idosos recebam o carinho, respeito e conforto de que necessitam. Após a missa será servido um almoço caprichado somente para os idosos do Lar, afinal eles é que merecem receber as glórias da data.


Casamento perfeito
A moda e a arte caminham juntas na nova coleção apresentada na SPFW pelo estilista Ronaldo Fraga que mostrou uma coleção de inverno inspirada na coreógrafa alemã Pina Bausch, morta em junho do ano passado. Segundo Fraga a coreógrafa foi a que melhor sintetizou no palco os sentimentos do século XX, “usando” a emoção para mobilizar a plateia. Brincando com os opostos com modelos vestindo roupas femininas de um lado e smokings do outro, homens usando saia, máscaras na nuca e perucas cobrindo totalmente o rosto, o estilista falou do olhar inusitado de Pina, que morreu ano passado. A única estampa da coleção, cravos ampliados sobre fundo preto, lembrou o primeiro contato de Ronaldo com a obra de Pina Bausch na peça “Cravos”, em 1990, onde uma bailarina caminhava em meio a cravos tocando bandoneon, vigiada por cães raivosos. Do tango a Caetano Veloso, as bailarinas de Ronaldo vestiram crochê feito de plástico colorido lembrando a influência do Brasil na coreógrafa. “Uma Pina Bausch tropicalista” definiu o estilista.

20 de janeiro de 2010

Quem sou eu?


Photobucket

Sou uma eterna busca
Sou um constante questionamento
Sou a certeza da incerteza
Sou a solidão no meio da multidão...
Sou a inocência da criança
Sou o devaneio do poeta
Sou o sonho da esperança
Sou os erros e acertos do aprendiz...
Sou o desejo de liberdade
Sou à procura da felicidade
Sou as asas do pensamento
Sou os umbrais do imaginário...
Sou o sonho...
Sou a magia...
Sou as entrelinhas da poesia...
Da lua... sou confidente
Do sol... eterna namorada
Das estrelas... quero o brilho
Da vida... quero o sabor
Sou uma alma poeta...uma alma errante...
Que transpõe todos os dias
As barreiras do impossível...
E na essência da vida... procuro...
As respostas...
As certezas...
O caminho...
Dulce Pontes

Mímica em dose dupla

O espetáculo “Mimicalado Show” e a oficina de mímica animam as férias no SESC.
Photobucket



Depois de se apresentar nos EUA, Europa e Arábia Saudita a Cia Mimicalado Circo apresenta Mimicalado Show que conta a história de Mimi, um palhaço que se rebelou contra o proprietário do circo onde trabalhava e vivia, e por isso foi abandonado em uma cidade. Ele apresenta um show de variedades cômicas, malabares, mímica, manipulação de chapéu e muito mais!
No espetáculo um único artista leva o público ao mundo da fantasia do circo. O Mimicalado Show contagia toda a família e ainda aproxima o público ao mundo da beleza, magia e surpresa da arte de fazer rir. A intenção do ator Leandro Calado é tocar as pessoas e aguçar a sensibilidade para fantasia de ser criança por alguns instantes.
Leandro e a diretora do espetáculo, Beatriz Ferreira, se conheceram em 2002 quando trabalharam no Circo Spacial, Leandro era palhaço e Beatriz trapezista, dançarina e acrobata, logo que se conheceram se apaixonaram e casaram-se. Emilia, irmã de Beatriz, entrou na Cia Mimicalado Circo fazendo apresentações de força capilar. A Cia viajou para os Estados Unidos e fez apresentações de mimo-palhaço e força capilar em 20 estados americanos. Hoje apenas Bia e Calado fazem parte da Cia, o casal apresenta espetáculos com mímica.
Leandro Calado começou no mundo artístico como animador de festas, pois precisava de dinheiro para pagar os materiais necessários na escola técnica de Desenho de Comunicação. Logo se identificou com o trabalho largando a escola e se dedicando a cursos de teatro e de comédia. Um tempo depois foi chamado para trabalhar no Circo Spacial, onde conheceu Bia e tudo começou.
Na oficina Leandro Calado apresenta diversas técnicas e linguagens mímicas como arte cênica. Os participantes aprenderam instrumentações para criar performances e cenas através da pantomima. A oficina é indicada para atores, bailarinos e público em geral, acima de 14 anos. O espetáculo ocorre hoje às 20h no SESC e a oficina que teve início ontem termina amanhã. Informações: (16): 3301.7500.


A arte da mímica
Mímica é a arte de exprimir os pensamentos e/ou os sentimentos por meio de gestos. É, portanto, uma classe de sematologia. Um mímico é alguém que utiliza movimentos corporais para se comunicar, sem o uso da fala. A mímica deve ser distinguida da comédia silenciosa, na qual o artista é um personagem sem jeito em um filme ou ato. Na época do cinema mudo a comunicação entre os atores e o público era feita inteiramente com mímica. Muitos talentos fizeram sucesso nessa época, e um deles foi Charles Chaplin com o inesquecível Carlitos. Com o advento do som nos filmes, o uso de mímica em locais públicos passou a ser feito nos palcos por profissionais talentosos e nas ruas por aprendizes ou profissionais menos requisitados, estes como forma de subsistência.

Acontecendo...


Janis por Fernando Meirelles
Photobucket

O diretor Fernando Meireles se prepara para fazer um filme sobre a cantora e compositora Janis Joplin, falecida em 1970, aos 27 anos, vítima de uma overdose. A notícia é do portal brasileiro UOL, que diz que o anúncio oficial do filme ainda não aconteceu porque o realizador não ficou completamente satisfeito com o argumento apresentado pela produção norte-americana. No papel daquela que foi uma das vozes míticas da soul e do rock norte-americano poderá ser a atriz Zooey Deschanel, 30 anos. Não existe ainda data prevista para o início das filmagens, desconhecendo-se também se o filme irá mostrar a passagem de Janis pelo Brasil no ano da sua morte. Alguns meses antes de falecer, a cantora tentou livrar-se das drogas numa suposta viagem de reabilitação ao Rio de Janeiro. No entanto, ao invés da recuperação, Janis Joplin acabava por protagonizar alguns comportamentos considerados à época “fora do normal”, tendo sido notícia por ser expulsa do Hotel Copacabana ou por fazer topless na praia.

Ziriguidum na Kruppa
A Kruppa realiza no próximo sábado, dia 23 de janeiro, a partir das 17h, o seu primeiro evento do ano: Samba na Roda! Estarão no palco se apresentando em uma roda de samba músicos tradicionais da cidade. Na sala de exposições D. Piagge: objetos decorativos em equilíbrio com o meio ambiente. Este é um novo projeto previsto para acontecer aos sábados a partir das 17h, então programe seu fim de tarde e prestigie o samba na Kruppa.


Em alta velocidade

Photobucket

As obras para a abertura da Fórmula Indy, que ocorre no dia 14 de março em São Paulo, estão a todo o vapor. A Marginal Tietê e o Anhembi Parque, que fica paralelo à Marginal, estão com obras em ritmo acelerado para deixar tudo pronto para evento que vai receber a elite da Indy na capital paulista. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Turismo da cidade de São Paulo, a previsão para o término das obras é apenas para início de março. O circuito da prova inclui passagem pelo Sambódromo do Anhembi, estacionamento do Pavilhão de Exposições e Marginal Tietê. A corrida é um desejo antigo da cidade, que pretende se firmar como capital do automobilismo na América Latina. Além da Fórmula Indy, os fãs de velocidade já podem conferir no dia 17 de janeiro as 500 Milhas Interlagos, que acontece no autódromo da capital. Já no dia 24, é a vez do GP Cidade de São Paulo, que faz parte das comemorações do aniversário da cidade. Em 7 de novembro, os paulistas vão assistir ao Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. A prova em Interlagos será a penúltima etapa da categoria em 2010.


Rosto valioso!

Photobucket
A Lancôme acaba de contratar uma nova embaixadora. Depois de ter Inès Sastre, Elettra e Isabella Rossellini, Juliete Binoche, Daria Werbowy, Anne Hathaway e até Clive Owen, Julia Roberts foi escolhida como a nova garota-propaganda da marca. Os diretores queriam tanto a atriz como representante dos cosméticos que ofereceram como primeira proposta o valor irrecusável de US$ 20 milhões (cerca de R$ 35 milhões). Júlia foi escolhida porque possui uma carreira memorável e por ter uma personalidade impressionante, além de ser uma mulher emblemática de seu tempo.


A magia eternizada!

Photobucket

"Quando vemos o que pode ser expresso pela foto, nos damos conta de que tudo aquilo não pode mais ser preocupação da pintura...
Por que o artista insistiria em realizar aquilo que, com a ajuda da objetiva, pode ser tão bem feito?
Seria uma loucura, não? A fotografia chegou na hora certa para liberar a pintura de qualquer literatura, anedota e arte do tema. Em todo caso, um certo aspecto do tema pertence, daqui por diante, ao campo da fotografia...
Não deveriam os pintores aproveitar sua liberdade reconquistada para fazer outra coisa? Seria muito curioso fixar fotograficamente, não as etapas de um quadro, mas suas metamorfoses. Talvez percebêssemos por quais caminhos o cérebro envereda para a concretização de seus sonhos. Entretanto, é realmente muito curioso observar que, no fundo, o quadro não muda, que a visão inicial permanece quase intacta, apesar das aparências. Muitas vezes vejo uma luz e uma sombra que pus no meu quadro e empenho-me em quebrá-las, acrescentando uma cor que crie um efeito contrário. Quando essa obra é fotografada, percebo que aquilo que havia introduzido para corrigir minha primeira visão desaparece, e que, definitivamente, a imagem dada pela fotografia corresponde a minha primeira visão, antes das transformações trazidas contra minha vontade."
Pablo Picasso

19 de janeiro de 2010

Blues de primeiríssima

O Bluesman B.B. King comemora 85 anos com turnê mundial e estará no Brasil em março.
Photobucket
Comemorando seus 85 anos, B.B. King retorna às turnês internacionais para visitar os países que mais gosta. Além do Brasil, o músico passa pela Argentina e por Santiago na América do Sul. A lenda viva do blues estará de volta ao Brasil para três shows em março: dia 16 no Vivo Rio, no Rio de Janeiro; dia 19 no Via Funchal, em São Paulo; e dia 23 no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Com 14 grammies na carreira, nome no Hall of Fame e o título de Bluesman que mais vendeu discos na história, não é à toa que nomes como Rolling Stones, Eric Clapton e U2 consideram B.B. King o rei do blues. Riley Ben King, mais conhecido como B. B. King nasceu em uma plantação de algodão em 16 de Setembro de 1925 em Itta Bena, perto de Indianola no Mississippi, Estados Unidos da América.Teve uma infância difícil, aos nove anos, o bluesman vivia sozinho e colhia algodão, trabalho que lhe rendia 35 centavos de dólar por dia. Começou tocar, a troco de algumas moedas, na esquina da Igreja com a Second Street. No ano de 1947, partia para Memphis, no Tennessee, apenas com sua guitarra e $2,50 dólares. Como pretendia seguir a carreira musical, a cidade de Memphis, cidade onde se cruzavam todos os músicos importantes do Sul, sustentava uma vasta competitiva comunidade musical em que todos os estilos musicais negros eram ouvidos. Nomes como Django Reinhardt, Blind Lemon Jefferson, Lonnie Johnson, Charlie Christian e T-Bone Walker tornaram-se ídolos de B. B. King. O “B. B.” em seu nome significa Blues Boy, seu pseudônimo como moderador na rádio WDIA. O seu estilo foi inspirador para muitos guitarristas de rock. Mike Bloomfield, Albert Collins, Buddy Guy, Freddie King, Jimi Hendrix, Otis Rush, Johnny Winter, Albert King, Eric Clapton, George Harrison e Jeff Beck foram apenas alguns dos que seguiram a sua técnica como modelo. Uma marca de King é chamar às suas guitarras pelo nome de “Lucille” uma tradição que vem desde a década de 1950. No inverno de 1949, King se apresentou num salão de dança em Twist, no Arkansas. Com o intuito de aquecer o salão, acendeu um barril cheio de querosene no centro do salão, prática muito comum na época. Durante a apresentação, dois homens começaram a brigar e entornaram o barril que imediatamente espalhou chamas por todo o lado. Durante a evacuação, já fora do estabelecimento, King percebeu que tinha deixado a sua guitarra de 30 dólares no edifício em chamas. Voltou a entrar no incêndio para reaver a sua Gibson acústica, escapando por um triz. Duas pessoas morreram no fogo. No dia seguinte, soube que os dois homens tinham começado a briga devido a uma mulher chamada “Lucille”. A partir dessa altura, passou a designar as suas guitarras por esse nome, para “se lembrar de nunca mais fazer uma coisa daquelas”.



Note e Anote
Na onda do Surf

A semana começa no ritmo do surf e garante muitas aventuras para adultos e crianças no SESC Verão 2010.

Photobucket

A Semana Surf começa hoje dia 19 de janeiro com a exibição do filme “Surf Adventures 1”, às 20h, no parque aquático e dia 24/1, domingo, às 14h no teatro. O filme acompanha a elite do surf brasileiro, incluindo os atuais ídolos, os veteranos e os novatos no esporte, surfando em algumas das melhores ondas do planeta. Amanhã dia 20 é a vez da animação em 3D “Tá dando onda”, que conta a história de surfistas pinguins.

Acontecendo...



Profissão Perigo
O ator Wagner Moura e parte da equipe do filme “Tropa de Elite 2” estão em treinamento desde novembro passado. Wagner está passando novamente pelos exercícios que os agentes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) se submetem. No treinamento, que está acontecendo em um sítio na Zona Oeste do Rio, estão incluídas técnicas de invasão de favelas, teste de tiros e exercícios físicos. Em uma das simulações, Wagner aparece de olhos vendados segurando um fuzil. O ator fez também preparação de elenco com Fátima Toledo e aulas de jiu-jitsu com Rickson Gracie, na academia Estação do Corpo.

Agenda

Photobucket

Os primeiros shows que o cantor e compositor Bob Dylan fará neste ano serão no Japão. Segundo o site da revista Spinner, o músico fará 12 apresentações na “terra do sol nascente” a partir do dia 12 de março.


Curiosidade
O heavy metal é a sua religião? Para os que gostam do estilo musical com fervor, sim. Mas, mais do que simplesmente uma força de expressão, o termo tem tudo para ser entendido ao pé da letra. Pelo menos é o que pretende a revista britânica Metal Hammer. A publicação está com uma campanha inusitada: mobilizar fãs a adotarem o heavy metal para que ele seja reconhecido como religião no Reino Unido no próximo censo, que ocorre em 2011.


18 de janeiro de 2010

100 Anos de Adoniran Barbosa

João Rubinato o nosso Adoniran Barbosa
Photobucket
Dias 23, 24 e 25 de janeiro o SESC Vila Mariana em São Paulo apresenta o lançamento do CD gravado em homenagem aos cem anos do compositor paulista protagonizado por Maria Alcina, Cristina Buarque, Virgínia Rosa, Verônica Ferriani, Patty Ascher, Oswaldinho da Cuíca e Márcia Castro. Uma banda com cinco músicos acompanha os espetáculos “Adoniran Barbosa 100 Anos”, no sábado a apresentação ocorre às 21 h, no domingo e na segunda às 18 h.


João Rubinato o nosso Adoniran Barbosa


Adoniran Barbosa, nome artístico de João Rubinato, nasceu em Valinhos, dia 6 de agosto de 1912 e faleceu em São Paulo dia 23 de novembro de 1982. Foi compositor, cantor, humorista e ator brasileiro. Rubinato representava em programas de rádio diversos personagens, entre os quais, Adoniran Barbosa, o qual acabou por se confundir com seu criador dada a sua popularidade frente aos demais. Rubinato era filho de Ferdinando e Emma Rubinato, imigrantes italianos da localidade de Cavárzere, província de Veneza. Aos dez anos de idade, sua certidão de nascimento foi adulterada para que o ano de nascimento constasse como 1910 possibilitando que ele trabalhasse de forma legalizada: à época a idade mínima para poder trabalhar era de doze anos. Abandona a escola cedo, pois não gosta de estudar. Necessita trabalhar, para ajudar a família numerosa - Adoniran tem sete irmãos. Procurando resolver seus problemas financeiros, os Rubinato vivem mudando de cidade. Moram primeiro em Valinhos, depois Jundiaí, Santo André e finalmente São Paulo. Em Jundiaí, conhece seu primeiro ofício: entregador de marmitas. Aos quatorze anos, ainda criança, o encontramos rodando pelas ruas da cidade e, legitimamente, surrupiando alguns bolinhos pelo caminho. “A matemática da vida lhe dá o que a escola deixou de ensinar: uma lógica irrefutável. Se havia fome e, na marmita, oito bolinhos, dois lhe saciariam a fome e seis a dos clientes; se quatro, um a três; se dois, um a um”. O compositor e cantor tem um longo aprendizado, num arco que vai do marmiteiro às frustrações causadas pela rejeição de seu talento. Quer ser artista – escolhe a carreira de ator. Procura de várias maneiras fazer seu sonho acontecer. Tenta, antes do advento do rádio, o palco, mas é sempre rejeitado. Sem padrinhos e sem instrução adequada, o ingresso, nos teatros, como ator, lhe é para sempre abortado. O samba, no início da carreira, tem para ele caráter acidental. Escolado pela vida, sabia que o estrelato e o bom sucesso econômico só seriam alcançados na veiculação de seu nome na caixa de ressonância popular que era o rádio. A vida profissional de Adoniran Barbosa se desenvolve a partir das interpretações de outros compositores. Embora a composição não o atraia muito, a primeira a ser gravada é Dona Boa, na voz de Raul Torres. Depois grava em disco Agora pode chorar, que não faz sucesso algum. Aos poucos se entrega ao papel de ator radiofônico; a criação de diversos tipos populares e a interpretação que deles faz, em programas escritos por Osvaldo Moles, faz do sambista um homem de relativo sucesso. Embora impagáveis esses programas não conseguem segurar por muito tempo ainda o compositor que teima em aparecer em Adoniran. Entretanto, é a partir desses programas que o grande sambista encontra a medida exata de seu talento, em que a soma das experiências vividas e da observação acurada dá ao país um dos seus maiores e mais sensíveis intérpretes. Nos últimos anos de vida, com o enfisema avançando, e a impossibilidade de sair de casa pela noite, o sambista dedica-se a recriar alguns dos espaços mágicos que percorreu na vida. Grava algumas músicas ainda, mas com dificuldade – a respiração e o cansaço não lhe permitem muita coisa mais – dá depoimentos importantes, reavaliando sua trajetória artística. Compõe pouco. Foi um grande colecionador de amigos, com seu jeito simples de fala rouca, contador nato de histórias, conquistava o pessoal do bairro, dos frequentadores dos botecos onde se sentava para compor o que os cariocas reverenciaram como o único verdadeiro samba de São Paulo. Mais do que sambista, Adoniran foi o cantor da integridade.



Acontecendo...

Memória

Photobucket

Luiz Gonzaga já foi uma das maiores estrelas da música brasileira. Em 1945, quando o País vivia o amargor do pós-guerra, o baião virou coqueluche no Rio de Janeiro, nas outras capitais e chegou gingando até o exterior. Tocar sanfona era moda, por mais incrível que isso pareça hoje em dia. Gonzaga estava nas capas de revista, mas por trás de canções como “Asa Branca”, “Paraíba”, “Assum Preto” e tantos outros clássicos havia o compositor, um homem invisível para o público chamado Humberto Teixeira. Embalada por muita música, a história quase desconhecida do “Doutor do Baião” chega aos cinemas neste final de semana com o documentário “O Homem que Engarrafava Nuvens” é dirigido por Lírio Ferreira e produzido por Denise Dummont.



“Dare to Dream” & Shadowside

Photobucket

A Shadowside acaba de conquistar mais uma vitória em sua jovem carreira. “Dare to Dream”, mais recente trabalho da banda, foi eleito um dos melhores discos de Heavy Metal de 2009, segundo pesquisa realizada entre os jornalistas e colaboradores da Roadie Crew, principal revista deste segmento musical no Brasil. “Dare to Dream”, que recentemente foi um dos álbuns de Heavy Metal mais vendidos do País, contou com a produção/mixagem de Dave Schiffman (System of A Down, Audioslave, Avenged Sevenfold e outros) e masterização a cargo de Howie Weinberg (Metallica, Iron Maiden, Aerosmith, Pantera e outros). Este prêmio está embasado pela escolha dos respeitados profissionais: Claudio Vicentin (editor-chefe), Vitão Bonesso (KISS FM e Rádio Backstage), Vinicius Neves (programa Stay Heavy), Thiago Rahal Mauro (Rádio Shock Box), Carlo Antico (Revista e programa Rock Forever) e Ricardo Zupa (fotógrafo). Se você ainda não ouviu este disco, acesse o MySpace oficial da Shadowside.
Mais novidades:
http://www.myspace.com/shadowsideband http://twitter.com/shadowsideband






16 de janeiro de 2010

Direitos Humanos!!!

Notícias do Zé!!!
José Celso será operado na próxima segunda
Photobucket
O teatrólogo araraquarense José Celso Martinez Corrêa continua internado no hospital Sírio Libanês em São Paulo na unidade crítica cardiológica, e passará por uma cirurgia para a implantação de um marca-passo na próxima segunda dia 18 de janeiro. Segundo Tommy Pietra assessor de imprensa do Oficina o estado geral de Zé Celso é estável, mas mesmo com a colocação do dispositivo os médicos não definiram a data que Zé receberá alta.Preocupado com os custos de sua cirurgia e internação o pessoal do Oficina postou o seguinte texto no site:
“Neste momento, em que o governo federal decreta o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos, tocando em diversos tabus de nossa nacionalidade, inclusive buscando punir aqueles que durante a ditadura militar cometeram crimes contra a humanidade da magnitude de torturas e assassinatos e que ficaram encobertos pela lei de anistia, Zé Celso acredita que seu corpo, dos poucos dentre os artistas que foram torturados, deva receber do Estado a anistia dessa cirurgia complicada de implantação do marca-passo.”

Doido por Elias Andreato

O espetáculo fala de amor, de loucura e de arte mostrando ao espectador o que essa viagem apaixonante pode despertar no artista e no cidadão comum.
Photobucket
Está em cartaz em São Paulo no Ágora Teatro até 28 de fevereiro o espetáculo “Doido” com o premiado ator e diretor Elias Andreato. Inspirado na obra de grandes filósofos, pensadores, poetas e dramaturgos: Artaud, Maiacovski, Rimbaud, Van Gogh, Cervantes, Shakespeare, Nietzsche, Nijínski, Tchecov, Dante, Goethe, Oscar Wilde, Fernando Pessoa, Ivan Angelo.



O espetáculo

“Este trabalho é dedicado a todos os meus colegas de profissão”
Elias Andreato



O espetáculo fala de amor, de loucura e de arte mostrando ao espectador o que essa viagem apaixonante pode despertar no artista e no cidadão comum. Um homem narra e vive personagens da dramaturgia universal. A montagem não utiliza um gestual teatral formal para que, através apenas da palavra, o público seja encantado e arrebatado pelo pensamento de grandes filósofos, pensadores, poetas e dramaturgos. Para contar essa história criamos um mágico desenho de luz, para permitir que o ator utilizando apenas sua máscara facial, construa suas personagens diante do espectador. A ideia é que sentado à sua mesa e rodeado por seus objetos esse homem seja um caixeiro viajante, um mascate, um mercador de sonhos. O figurino constrói esse personagem acrescentando a ele um tom farsesco que no final revela uma camisa de força ocultada pelo paletó surrado e desestruturado. “Doido” pretende apenas perpetuar os momentos de amor, lucidez e de loucura onde o ator, esse ser atormentado pela criação artística, busca manter-se vivo no seu habitat o teatro. É no teatro, “a grande casa de loucos da humanidade”, onde podemos viver intensamente todos os personagens e espiá-los pelo buraco da fechadura, vasculhando suas celas e roubando-lhes suas almas, para que essa genialidade possa nos trazer alguma sabedoria. A luz é de Wagner Freire, figurino de Laura Huzak Andreato, cenário de Luis Rossi, programação visual de Elifas Andreato, assistente de direção é David Kawai. Realização: Morente Forte Comunicações. O texto, roteiro e direção também são de Elias Andreato.
Local: Ágora Teatro
Sala Gianni Ratto
Rua Rui Barbosa, 672
http://www.agorateatro.com.br/



Note e Anote
Hoje às 20 h no SESC
O espetáculo “Aretha” celebra o prazer pela dança


Diferente da maioria dos espetáculos de dança que querem passar um conceito para o público, “Aretha” quer apenas mostrar o prazer pela dança, o gosto pelo movimento e suas possibilidades, a experiência de deixar a música virar uma efêmera escultura tridimensional no espaço e tempo. Após realizar o espetáculo “Soul”, que mostra a música soul, Diogo Granato percebeu que alguns músicos mereciam trabalhos específicos, devido à riqueza da obra. Assim, a intérprete Aretha Franklin foi escolhida, pela identificação imediata do bailarino. As músicas da cantora eram ouvidas diariamente e foi por isso que um trabalho sobre o prazer da dança seria perfeito. Aretha é para toda a família, é um espetáculo de dança com apenas um bailarino que sobe ao palco com o objetivo de mostrar seu prazer pela dança. Os trabalhos de Diogo Granato são para todos os tipos de público, com Aretha não seria diferente. A trilha sonora é composta apenas por músicas de Aretha Franklin. Os movimentos e o clima da apresentação relembram um show de música transformado em dança. O trabalho começou no Dança em Pauta no Centro Cultural Banco do Brasil, e no I Ciclo Crisantempo de Danças, e foi com ele que Diogo Granato ganhou o prêmio de Melhor Intérprete em Dança de 2006, da Associação Paulista de Críticos de Artes. Aretha foi sucesso de público e crítica. Informações: (16): 3301.7500.

Acontecendo...


A dor também é nossa

Photobucket

Aprendi que o melhor é ajudar, mas com o coração entregue e inteiro. Sem ser piegas, com certeza é sempre melhor ajudar, pois se caso estivermos do lado contrário talvez não recebamos ajuda dos mais próximos, então façamos a nossa parte. A tragédia do Haiti que comoveu o mundo, e a nós diretamente nos faz refletir logo no 16º dia de 2010 que não basta só ajudar com doações que são de extrema importância no momento, mas também tentar entender e avaliar a dor de milhares de famílias que sofrem com as perdas de entes queridos e com a destruição moral que sofre o povo haitiano com tantas dificuldades. A dor também é nossa, não só pelos brasileiros que se foram, mas por saber que a dor maior é vivida lá, por adultos, jovens, crianças e idosos. Oremos por eles, e a nós nos cabe agradecer, por vivermos em uma terra abençoada por Deus! Para doar: https://secure.avaaz.org/po/stand_with_haiti

Dica DVD
Photobucket
Grey Gardens é um filme vencedor de Emmy Awards 2009 sobre as vidas de Edith Bouvier Beale (Little Edie) interpretada por Drew Barrymore e sua mãe Edith Ewing Bouvier (Big Edie) interpretada pela Jessica Lange. Co-estrelas incluem Jeanne Tripplehorn no papel de Jacqueline Kennedy (prima de Little Edie) e Ken Howard no papel de Phelan Beale (pai de Little Edie). O filme, dirigido por Michael Sucsy e Patricia Rozema, mostra a época da famosa Little Edie desde seus quinze anos até quando está no auge de sua fama. O filme, produzida pela HBO Films, começou a ser filmado em 22 de outubro de 2007 em Toronto. E foi ao ar pela HBO dia 18 de abril de 2009.O filme recebeu 17 indicações ao Emmy, sendo ganho nas categorias Melhor Filme Feito para TV, Melhor Atriz em Filme ou Minissérie (Jessica Lange) e Melhor Ator Coadjuvante em Filmes ou Minissérie (Ken Howard).

Mande in Sarah

Photobucket

A atriz Sarah Jessica Parker negocia um contrato em posto criativo na grife Halston, empresa norte-americana fundada pelo estilista Roy Halston Frowick, sucesso no país desde os anos 1970. Segundo o jornal especializado em moda “WWD”, Sarah desenharia uma coleção para a linha Halston Heritage. No filme “Sex and the City 2”, a personagem da atriz, Carrie Bradshaw, desfila um vestido plissado desta mesma marca.



15 de janeiro de 2010

Amor Extremo

Protagonizado por Keira Knighley e Sienna Miller, o longa foi recebido pela crítica especializada como o melhor trabalho das atrizes.


Photobucket
Do diretor John Maybury, e com participações no “Festival do Rio” e “Mostra São Paulo” deste ano, o longa “Amor Extremo” já está em cartaz nas salas de cinema da capital paulista e logo chega por aqui. Baseado em histórias reais “Amor Extremo” gira em torno de duas mulheres muito a frente do seu tempo e seus amores.

O Filme

Década de 1940, em Londres e em meio às incertezas da guerra promessas são quebradas, e os relacionamentos de dois jovens casais se entrelaçam de maneira perigosa e arriscada. A única coisa mais perigosa que uma guerra, é o amor. Quando crianças, Vera Phillips (Keira Knightley) e Dylan Thomas (Matthew Rhys) se amavam. Adultos, se reencontram em Londres, durante a 2ª Guerra Mundial. Ela é cantora e ele escreve filmes de propaganda para o governo. Apesar de ainda se amarem, Thomas está casado com a bela Caitlin Macnamara (Sienna Miller), com quem, surpreendentemente, Vera desenvolve uma grande amizade. O triângulo é acrescido de William Killick (Cillian Murphy), oficial que conquista a cantora e se casa com ela. Quando este é obrigado a servir na guerra, Vera fica sozinha com Dylan e Caitlin, e a batalha entre o que pensa e o que sente torna-se mais intensa. O filme, produzido por Rebekah Gilbertson (mãe de Keira Knightley), conta a história real do triângulo amoroso entre o poeta Dylan Thomas e os avós da produtora, Vera e William. Rebekah sempre soube que sua avó tinha sido amiga de infância do escritor, mas só descobriu a história verdadeira ao ler a biografia de Dylan. Quando estava na National Film and Television School, precisava adaptar um livro para o cinema, então escolheu esta biografia. O longa conta com música de Angelo Badalamenti, fotografia de Jonathan Freeman, direção de arte de Mark Raggett, figurino de April Ferry e edição de Emma E. Hickox.



Note e Anote
A revolução das Princesas
Photobucket
Foto: Editora Planeta/Divulgação



A obra espanhola “La Cenicienta que no queria comer perdices” (“A Cinderela que não queria comer perdizes”) vendeu mais de 50 mil exemplares no país nas seis primeiras semanas após seu lançamento. A história foi criada quase que por brincadeira pela escritora Nunila López Salamero e pela desenhista Myriam Cameros Sierra. Elas contam que ofereceram o livro a várias editoras espanholas e não receberam nem um e-mail como resposta. Com a ajuda de amigas e de associações de combate à violência contra a mulher, López e Cameros juntaram dinheiro em coletas para a primeira publicação e o sucesso foi imediato. Receberam apoio de intelectuais espanhóis e chamaram a atenção de uma das maiores editoras da Espanha, a Planeta, que publicou o texto. A Cinderela espanhola do século 21 percebe que era uma mulher maltratada pela madrasta e suas irmãs, abandonada pelo pai, forçada a estar magra para caber em roupas de tamanho 38 e que o príncipe, depois que se tornou seu marido, era um mandão e eterno insatisfeito. No livro, a renovada Gata Borralheira ainda se reencontra com suas amigas princesas que também estão em nova fase e com outros personagens de contos clássicos que decidem mudar de vida. A Bela Adormecida explica como acordou sozinha, Branca de Neve sai da depressão, deixa de tomar remédio ansiolítico e resolve se bronzear até ficar morena. “O livro é dedicado a todas as mulheres valentes que querem mudar de vida”, explicam as autoras. Ele deverá ser lançado no Brasil em 2010, mas ainda sem previsão de data, nem título definitivo.
Acontecendo...


Do gramado para os flashs
Photobucket
O jogador de futebol português Cristiano Ronaldo posou para a nova campanha da Emporio Armani. O jogador do Real Madri substitui David Beckham como o garoto propaganda. As fotos foram feitas na capital espanhola por Mert Alas e Marcus Piggot e devem aparecer em revistas de esportes e moda a partir de fevereiro. Outros craques bonitões também já participaram dos anúncios da grife italiana. Luis Figo, Thierry Henry, Christian Vieri, Fabio Cannavaro, Andriy Shevchenko e Kaká. “Cristiano é um homem com uma ótima aparência e com o físico perfeito para um atleta”, afirmou Armani. “Para mim, ele é a essência da juventude, espontaneidade, excitação e uma real rebeldia”, completou o estilista.


Blumas de Avalon por Nica Kessler

Nica Kessler, estreante no line-up do Fashion Rio, apresentou uma coleção de inverno 2010 inspirado no clássico “Brumas de Avalon”. A estilista também definiu o “make” de suas modelos como “uma beleza suave inspirada em fadas, em tons delicados”. E foi exatamente isso que a equipe de maquiadores criou e arrasou! A Alessa encerrou a 16ª edição de inverno 2010 do Fashion Rio com uma coleção linda, inspirada em instrumentos musicais. E a partir do próximo domingo dia 17 a “Pauliceia” estará a todo o vapor, pois começa o São Paulo Fashion Week.


“Yellow Submarine”
Os atores britânicos Cary Elwes (George Harrison), Dean Lennox Kelly (John Lennon), Peter Serafinowicz (Paul McCartney) e Adam Campbell (Ringo Starr) estão em negociações para representar os integrantes do Fab Four em “Yellow Submarine,” um remake a ser feito pela Disney. O filme animado original de 1968 era baseado numa música dos Beatles. Em sua trama, um soldado chamado Old Fred encontra os Beatles e viaja a Pepperland em um submarino amarelo. O diretor é Robert Zemeckis, e como fez em seu recente “Os Fantasmas de Scrooge”, fará o filme com tecnologia de “performance capture” em 3D. O roteiro também é de sua autoria.
Estatueta

Photobucket

Jeff Bridges com “Coração louco”, George Clooney com “Amor sem escalas”, Colin Firth com “A single man”, Morgan Freeman com “Invictus” e Jeremy Renner com “Guerra ao terror” são os atores que concorrem ao Oscar 2010 na categoria “Melhor Ator”. Outros possíveis indicados são: Daniel Day-Lewis com “Nine”, Michael Stuhlbarg com “Um homem sério”, Tobey Maguire com “Brothers” e Ben Foster com “The Messenger”.


"Pense no Haiti, Reze pelo Haiti"...

A dor também é nossa!!!

Photobucket


Haiti
Caetano Veloso
Gilberto Gil


Quando você for convidado pra subir no adro
Da fundação casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos(E são quase todos pretos)
E aos quase brancos pobres como pretos
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada:Nem o traço do sobrado
Nem a lente do fantástico,
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for a festa do pelô, e se você não for
Pense no Haiti, reze pelo Haiti
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui
E na TV se você vir um deputado em pânico mal dissimulado
Diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer, qualquer
Plano de educação que pareça fácil
Que pareça fácil e rápido
E vá representar uma ameaça de democratização
Do ensino do primeiro grau
E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
E nenhum no marginal
E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
Notar um homem mijando na esquina da rua sobre um saco
Brilhante de lixo do Leblon
E quando ouvir o silêncio sorridente de São Paulo
Diante da chacina111 presos indefesos, mas presos são quase todos pretos
Ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres
E pobres são como podres e todos sabem como se tratam os pretos
E quando você for dar uma volta no Caribe
E quando for trepar sem camisinha
E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba
Pense no Haiti, reze pelo Haiti
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui

14 de janeiro de 2010

Jornal "O IMPARCIAL" 80 Anos!!!

Photobucket

“Os Olhos Musicais” por André Madi

André Madi sobe ao palco do SESC amanhã às 20h e apresenta canções autorais e releituras de musicas consagradas.
Photobucket
O cantor, compositor e instrumentista André Madi traz ao palco do SESC o show do CD “Os Olhos Musicais”. O CD conta com as participações especiais de seu primo Tito Madi e da cantora e compositora Kay Lyra quem também participa do CD é o compositor e contrabaixista Arthur Maia, que também assina a co-produção do CD. A obra já foi elogiada por grandes nomes da música brasileira, como Djavan, maestro Eduardo Souto Neto e Chico Pinheiro, entre outros. Acompanhado de seu violão e do consagrado pianista Paulo Calasans, apresenta uma genuína mistura de sons e ritmos com canções autorais e de parcerias com Arthur Maia, João Viana, Kay Lyra e Tito Madi, além de releituras de músicas consagradas. Com mais de 200 composições de sua autoria, André Madi se empenhou no lançamento do seu primeiro CD (2ª edição, co-produzida por Arthur Maia). Nesta obra, o artista faz também uma releitura de “Certas Coisas”, de Lulu Santos e Nelson Motta. Participam do trabalho músicos como o baterista Carlos Bala, o pianista Kiko Continentino, Arthur Maia, entre outros grandes músicos do cenário musical nacional e internacional.
Em agosto de 2008, Madi fez o show de lançamento no SESC Santana, ao lado de Marcelo Mariano, Adriano Trindade, com participações de Kay Lyra, Keila Abeid e Fernanda Fróes (com quem assina uma parceria recomendada por Nelson Motta e executada em seu programa Sintonia Fina, na Rádio Eldorado). Este cantor, compositor e instrumentista desenvolveu um estilo particular em sua obra, o que lhe rendeu os prêmios de Melhor Música e Melhor Arranjo (com “Samba Partido”), no Festival Nacional de Música de São José do Rio Preto, sua cidade natal, em 2005. Ele conquistou o segundo lugar na classificação geral e a premiação do seu arranjo. Com influências do samba, jazz, bossa nova, Tropicália, rock, além de artistas como Djavan, João Bosco e Chico Buarque, Madi faz parte atualmente do cenário musical independente. Durante uma temporada no Rio de Janeiro, acompanhou como violonista a cantora e compositora Kay Lyra, em shows que tiveram participações especiais de Carlos Lyra, Cláudio Lyra e Tito Madi, sendo que duas de suas parcerias (Kay Lyra e André Madi) foram gravadas no CD Kandagawa, de Kay Lyra, trabalho produzido por Maurício Maestro, músico e arranjador do Boca Livre. Informações: (16): 3301.7500.

Acontecendo...



Muitos Evoés Zé!
O teatrólogo araraquarense José Celso Martinez Corrêa continua internado em São Paulo no hospital Sírio Libanês conforme anunciamos ontem. Zé Celso passou por uma bateria de exames e a primeira notícia que recebemos pelo assessor de imprensa do Oficina Tommy Pietra é que Zé Celso colocará um marca- passo e que seu estado geral é muito bom.Os médicos aguardam novos resultados para agendar a colocação do dispositivo. E para quem conhece Zé Celso já pode imaginar a farra dionisíaca que ele promove mesmo em um hospital!

Músicas para Alice
Photobucket
O vocalista do The Cure, Robert Smith, a cantora Avril Lavigne e a banda Franz Ferdinand estão entre os artistas que contribuíram para a trilha sonora de “Alice no País das Maravilhas”, adaptação cinematográfica de Tim Burton para o clássico da literatura escrito por Lewis Caroll. As informações são do site “MySpace”.Batizado de “Almost Alice”, o álbum será lançado no da 2 de março e trará ainda uma colaboração entre Mark Hoppus, do Blink-182, e Pete Wentz, do Fall Out Boy, além da participação das bandas Owl City, Plain White T's e os australianos do Wolfmother, entre outros artistas. O filme tem estreia programada nos Estados Unidos para 5 de março e será estrelado por: Johnny Depp, Mia Wasikowska e Anne Hathaway.




Do you speak english?

Photobucket

A arretada Ivete Sangalo colocou sua equipe de produção para aprender o inglês básico por conta da vinda da diva Beyoncé ao Brasil. A estonteante cantora participará do carnaval baiano ao lado de Ivete. A apresentação ocorre dia 10 de fevereiro e além de ser superprofissional a baiana é muito exigente e não quer que a língua seja impecilho entre as duas produções.



De volta para casa
Parece que ele tem rodinhas nos pés, ou melhor, asinhas!Estou falando do nosso queridíssimo Ivo Dall’acqua Júnior que esteve circulando por “Las Vegas” e “Los Angeles”. Ivinho chegou ontem, mas passou o Natal e o Ano Novo por lá e além de passear e curtir a companhia de amigos aproveitou para descansar, pois bem sabemos sua agenda é muito movimentada. Bem-vindo ao lar querido!


Cultura abre inscrições
A Secretaria Municipal da Cultura e Fundart (Fundação de Arte e Cultura do Município de Araraquara) abrem inscrições, até o próximo dia 29 de janeiro, para cursos a serem implantados no Núcleo de Formação da “Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa” neste ano. Os projetos deverão ser entregues na Casa da Cultura, na Rua São Bento, 909, Centro. Informações: (16): 3333.1159.





13 de janeiro de 2010

II Bienal de Psicanálise e Cultura

“Paixão e... Paixões! - viagens às nascentes dos sentidos”.

Entre os dias 13 e 16 de maio, uma programação rica em reflexões sobre a contemporaneidade acerca do tema-título do encontro: “Paixão e... Paixões! - viagens às nascentes dos sentidos”.

Photobucket

Paixões e a Cultura, áreas que envolvem profissionais de todas as áreas, são temas universais e atemporais. Caminhando através da Psicanálise, a II Bienal de Cultura e Psicanálise de Ribeirão Preto trará, entre os dias 13 e 16 de maio, uma programação rica em reflexões sobre a contemporaneidade acerca do tema-título do encontro: “Paixão e... Paixões! - viagens às nascentes dos sentidos”. O evento promete continuar o sucesso da primeira edição, que aconteceu em 2008 e trouxe para o Centro de Convenções de Ribeirão Preto mais de 500 pessoas. Dentre os convidados que participarão de mesas de debates e promoverão cursos estão psicanalistas, historiadores, artistas plásticos, músicos, bailarinos, compositores, empresários, educadores, atores e escritores. A diversidade de áreas envolvidas revela a penetração ampla das discussões, que abrangerão a paixão e a não-paixão, paixões claras e paixões obscuras em seus diversos aspectos: amizade, conhecimento, anti-conhecimento, ciúme, inveja, vingança, trabalho, artes, futebol e amor. A abertura será realizada no Theatro Pedro II, na noite do dia 13, com a presença da mezzo soprano paulistana Regina Elena Mesquita e o pianista Marco Antônio Bernardo, que apresentarão trechos de óperas que versam sobre as paixões, como “Carmem”, “Sansão e Dalila”, e populares como Piaf, entre outras peças. A rica programação de debates começará no dia 14 a partir das 8h, com a presença de vários especialistas, dentre eles Luis Tenório Oliveira Lima (psicanalista), Décio Cassiani Altimari (biólogo), Marlene Soares dos Santos (educadora) e a psicanalista argentina Sonia Abadi. No dia 15, alguns dos convidados serão: Luiza Trajano Donato (empresária), Bernardo Tanis (psicanalista), Beatriz Segall (atriz) e José Miguel Wisnik (músico). A conferência de encerramento na manhã do dia 16 será proferida pela consagrada poeta e ensaísta de Buenos Aires, Ivonne Bordelois. O encontro trará ainda exposições permanentes e apresentações culturais durante todos os dias: exposição de artes plásticas com artistas consagrados da região, exposição documental sobre a história da Psicanálise no Brasil, apresentação de vídeos com cenas antológicas do cinema, apresentações de artes cênicas, de dança e projeções de entrevistas interativas com as ideias originais suscitadas no público presente nas palestras. Dentro do espaço cênico que será montado para ilustrar a paixão nacional pelo futebol, um típico “boteco”, haverá uma apresentação musical da Ópera do Malandro de autoria de Chico Buarque de Holanda, pelo Coral Minaz. A atriz Beatriz Segall, além da participação em mesa redonda, apresentará um monólogo intitulado “A Senhora das Cartas”. A II Bienal acontecerá no Centro de Convenções de Ribeirão Preto e é uma realização da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto (SBPRP), com apoio da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Maiores informações:
www.sbprp.org.br/bienal e www.twitter.com/bienalpsi

Acontecendo...


Mal vestidas

Photobucket

Madonna, Cate Blanchett e Sharon Stone foram escolhidas pelo Daily Mail como as mais mal vestidas do ano. Será?

Evoé Zé
O nosso queridíssimo Zé Celso Martinez Corrêa está internado no hospital Sírio Libanês em São Paulo por conta de dois desmaios. A suspeita é que seja arritmia cardíaca segundo Tommy Pietra assessor do Oficina. Tommy está fechando a agenda de viagens com as novas peças do repertório do Oficina para serem mostradas pelo Brasil, mas a prioridade agora é a saúde de Zé Celso.Pietra nos informou que está aguardando os resultados dos exames e que de imediato nos informará.Força Zé!


Arte Fashion
Acquastudio abriu no cais do porto na segunda mais um dia de desfile da 16ª edição do Fashion Rio. A estilista Esther Bauman teve como inspiração René Lalique, mestre joalheiro francês que ficou conhecido por seu trabalho com vidro. Pensando em seus vasos, copos e frascos de perfume, Esther chegou com vestidos de seda gaze com muito volume abaixo da cintura e também aplicações de flores. Na cabeça, toucas de natação bordadas. Já a grife Claudia Simões teve como referência os pintores expressionistas Jackson Pollock e Mark Rothko e usou cinza, coral, preto e “off white”. Blusas, saias, casacos e calças remetiam àquelas telas de Pollock em que há explosão de cores. A estilista contou com a ajuda de Luciano Canale, da Sta Ephigênia.


Na dança!
A vida do presidente dos Estados Unidos Barack Obama e da primeira-dama, Michelle Obama, virou tema de um espetáculo teatral em Frankfurt, na Alemanha. A peça, que conta com o ator Jimmie Wilson no papel de Obama e Della Miles na pele de Michelle, estreia na cidade no próximo dia 17.

Descanso...
A Sony Pictures e a Marvel Studios anunciaram que vão adiar em um ano o lançamento do quarto filme em sua franquia bilionária “Homem Aranha”, retornando em 2012 com uma nova história, novo diretor e novo elenco. O “novo capítulo” girará em torno de Peter Parker em idade colegial. Peter Parker é o alter-ego do personagem de quadrinhos Homem Aranha, que nos três primeiros filmes foi representado por Tobey Maguire. No quarto filme, ele enfrentará questões humanas e também situações próprias de um super-humano, disseram a Sony e a Marvel.