Quem Sou Eu???

Quem Sou Eu???
Uma Eterna Aprendiz...

Total de visualizações de página

Volta ao mundo... Estamos aqui!!!

Recent Visitors

Seguidores

Postagens populares

26 de junho de 2010

Bruno & Marrone no Clube 22 de Agosto

Muita gente esteve por lá...

Bruno






Marrone


Um show fantástico com uma dupla para lá de animada!!!






23 de junho de 2010

Menos de 72 horas!!! Diga NÀO e Salve as Baleias!!!

Dentro de poucos dias a Comissão Baleeira Internacional (IWC) fará a votação final para uma proposta de legalizar a caça comercial de baleias pela primeira vez em uma geração. O resultado depende de quais vozes serão ouvidas de forma mais clara nos momentos finais: o lobby pró-caça ou cidadãos do mundo? Mais de 650.000 membros da Avaaz já assinaram a petição para proteger as baleias – é hora de conseguir 1 milhão! A equipe da Avaaz estará nas negociações da IWC no Marrocos semana que vem e já conseguiu outdoors, anúncios de primeira página em jornais e um marcador gigante mostrando as assinaturas na petição. Tudo para garantir que os delegados, desde o momento em que descerem do avião até a hora da votação, vejam a mensagem que o mundo não aceitará um massacre de baleias. A Pressão popular é a nossa melhor chance. Afinal de contas, foi um movimento social global na década de 80 que conseguiu banir a pesca comercial de baleias que nós agora estamos tentando proteger. A Comissão Baleeira Internacional se reunirá no Marrocos e a votação será em menos de uma semana. Vamos garantir a presença das nossas vozes globais para recepcionar os delegados.

Diga NÀO e Salve as Baleias!!!





P.S Divulgue a ideia, as Baleias merecem o nosso respeito!!!



22 de junho de 2010

XXII Semana Luiz Antonio Martinez Correa



Espetáculo ocorrido na última sexta na  Praça Pedro de Toledo.



Muitos Evoés!


E a festa começou! E diga-se em grande estilo, pois a lua estava brilhando e iluminou a noite na Praça Pedro de Toledo, palco da abertura da XXII Semana Luiz Antônio Martinez Corrêa. E minha emoçào é redobrada, pois participei da elaboraçào e criaçào de um dos eventos mais importantes do nosso calendário cultural. A apresentação de estreia ficou por conta do Grupo Galpão de Belo Horizonte e o espetáculo apresentado foi “Till : A Saga de um herói torto”. Araraquara está em festa, com mais de 30 espetáculos gratuitos revive a saga de Luiz António que precocemente se foi aos 38 anos, em seu auge como artista, escritor e produtor teatral. Luiz foi assassinado brutalmente e deixou desde então uma lacuna tanto nos palcos como em nossas vidas... Evoé Lu(i)z!!!


“O mundo inteiro é um palco, e todos os homens e todas as mulheres são apenas atores.”

{ William Shakespeare }

José Saramago, um homem inesquecível

                         Google imagens


Ele nos deixou no último dia 18 de junho.O  premiado escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta, José de Sousa Saramago  nasceu em Azinhaga, Golegã (Portugal) dia 16 de Novembro de 1922 e  faleceu  no dia  18 de Junho de 2010 em Tías, Lanzarote (Espanha) aos 87 anos.
Foi premiado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago foi considerado o responsável pelo efectivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.
O seu livro Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Fiel Jardineiro e Cidade de Deus). Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha.
Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias onde faleceu no último dia 18 de junho.


Poema à boca fechada





Não direi:

Que o silêncio me sufoca e amordaça.

Calado estou, calado ficarei,

Pois que a língua que falo é de outra raça.



Palavras consumidas se acumulam,

Se represam, cisterna de águas mortas,

Ácidas mágoas em limos transformadas,

Vaza de fundo em que há raízes tortas.



Não direi:

Que nem sequer o esforço de as dizer merecem,

Palavras que não digam quanto sei

Neste retiro em que me não conhecem.



Nem só lodos se arrastam, nem só lamas,

Nem só animais bóiam, mortos, medos,

Túrgidos frutos em cachos se entrelaçam

No negro poço de onde sobem dedos.



Só direi,

Crispadamente recolhido e mudo,

Que quem se cala quando me calei

Não poderá morrer sem dizer tudo.



José Saramago






19 de junho de 2010

Cláudia Leitte

Ela esteve por aqui no último sábado dia 12 de junho no Clube Araraquarense e arrasou!!!

13 de junho de 2010

Acontecendo...

Último dia para conferir “Bressonianas”

Foto: Maribel Santos

A exposição “Bressonianas”, organizada por Eder Chiodetto e composta por uma coletânea de fotografias inspiradas no trabalho do francês Henri Cartier-Bresson - conceituado fotógrafo humanista - tiradas por sete fotógrafos de peso do cenário nacional (Cristiano Mascaro, Carlos Moreira, Juan Esteves e Tuca Vieira de São Paulo, Flávio Damm, do Rio de Janeiro, Orlando Azevedo, de Curitiba e Marcelo Buainain, de Natal) prossegue no SESC Araraquara somente até hoje dia 13 de junho e pode ser visitada das 10h às 18h.


Juca Ferreira difunde as raízes do samba em show no SESC Araraquara


O comando da domingueira do SESC fica essa semana, nas mãos de um dos sambistas mais prestigiados da região: Juca Ferreira, nascido em Piracicaba e um dos mais respeitados nomes da crescente cena musical do interior. O músico, que possui ampla bagagem de experimentações e pesquisas sobre o samba e diversos ritmos nacionais, ingressou na carreira profissional em 2004, cantando em grupos como o Corda Solta e o Sopro com Batuque. Partiu posteriormente para empreitadas solo, apadrinhado pelo músico Monarco da Portela. Em suas apresentações, percorre o repertório de nomes como Cartola, Noel Rosa, Paulinho da Viola, Dona Yvone Lara, João Nogueira, Adoniran Barbosa, e outros, e apresenta sambas próprios – como aqueles contidos em seu recente álbum, “Força da Fé”, primeiro de sua discografia. Com competência, Juca apresenta o melhor do gênero na modernidade, sem subestimar o cancioneiro clássico do mesmo. A apresentação acontece hoje dia 13 de junho, às 16h, na Convivência Interna. Grátis!




Amanhã o Cinema em Série apresenta “Casinha Pequenina”



Mazzaropi é o destaque na programação do Cinema em Série de junho. O programa de exibição de filmes realizado pela Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria da Cultura e Fundart, apresenta amanhã dia 14 de junho "Casinha Pequenina". A exibição será às 20 horas, na Sala Jean Paul Sartre da Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, com entrada franca."Casinha Pequenina" é um filme brasileiro de 1963, com 95 minutos de duração, dirigido por Glauco Mirko Laurelli. O filme é um épico sobre a luta contra os poderes corruptos dos coronéis e a escravidão no Brasil do séc. XIX.A comédia produzida por Mazzaropi marca a estréia de Tarcísio Meira no cinema. “Casinha Pequenina” é considerada por muitos críticos a obra-prima de Mazzaropi, e foi filmada em Itu, na fazenda Nova América, com produção nos estúdios da Fazenda Santa, em Taubaté.O filme apresenta Mazzaropi cantando "A Dor da Saudade" e "Casinha Pequenina" e Edson Lopes cantando "Último Lamento".
A programação do Cinema em Série continua, neste mês, com os seguintes filmes: "Jeca Contra o Capeta" (21) e "O Jeca e a Égua Milagrosa" (28).







Festejos Juninos

O mês de junho já começou e as festas tradicionais recheiam a programação Cultural. E Santo Antônio, São Pedro, São João comandam as festas.

Festas juninas ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem em vários países historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como "festa de São João".Essas celebrações são particularmente importantes no Norte da Europa — Dinamarca, Estónia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Noruega e Suécia —, mas são encontrados também na Irlanda, partes da Grã-Bretanha (especialmente na Cornualha), França, Itália, Malta, Portugal, Espanha, Ucrânia, outras partes da Europa, e em outros países como Canadá, Estados Unidos, Porto Rico, Brasil e Austrália.E Um dos santos mais populares é festejado hoje, por conta de ter a fama de ser casamenteiro.


Mas quem foi Santo Antônio?

Santo António de Lisboa também chamado de Santo Antônio de Pádua nasceu em Lisboa, dia 15 de Agosto de 1191 e faleceu em Pádua,dia 13 de Junho de 1231.Seu nome de batismo Fernando de Bulhões, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII.Primeiramente foi frade agostiniano, tendo ingressado como noviço (1210) no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, tendo posteriormente ido para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde fez seus estudos de Direito. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França. No ano de 1221 passou a fazer parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador. Foi professor de Teologia e grande pregador. Foi convidado por São Francisco para pregar contra os Albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.Santo António de Lisboa é considerado por muitos católicos um grande taumaturgo, sendo-lhe atribuído um notável número de milagres, desde os primeiros tempos após a sua morte até aos dias de hoje.Protetor dos noivos, é tradição em Lisboa realizar-se um casamento coletivo, no dia 13 de Junho, na sua igreja, junto à Sé de Lisboa.

Santo António de Lisboa, viveu na primeira metade do século XIII, em plena Idade Média. Desenvolviam-se as cidades extra-muros (os burgos) e uma nova classe social de artesãos, mercadores, banqueiros, notários e médicos ascendia na sociedade e no poder: a burguesia.Na Europa formavam-se as nacionalidades sob a égide do Sacro Império e os exércitos dos anglos, francos e germanos, dominados pelo espírito da cruzada, combatiam os turcos muçulmanos no Oriente (na Terra Santa) e os berberes muçulmanos no Ocidente (na Península Ibérica).Em Portugal, nesse século, três reis sucederam-se no trono: primeiro Sancho I, filho de D. Afonso Henriques, empenhado em alargar o território e proceder ao povoamento do país que surgira sob o governo do seu pai; depois Afonso II neto de D. Afonso Henriques, que se envolveu em lutas civis contra suas irmãs, o que motivou a perda dos territórios já conquistados aos mouros a sul do Tejo, e finalmente Sancho II, filho deste último, grande conquistador, que se envolveu em questões com a Igreja Católica e com o papado e foi excomungado e deposto pelo Papa Inocêncio IV a favor de seu irmão Afonso III, conde de Bolonha.



De Lisboa até Coimbra

Santo António, de seu nome Fernando, filho de Martim de Bulhões e Maria Teresa Taveira Azevedo, nasceu em Lisboa entre 1191 / 1195, (aceita-se oficialmente a data de 15 de Agosto de 1195), numa casa próxima da Sé de Lisboa, às portas da cidade, no local, assim se pensa, onde posteriormente se ergueu a Igreja sob sua invocação.Fez os primeiros estudos na Igreja de Santa Maria Maior (hoje a Sé de Lisboa), ingressando mais tarde, por volta de 1210 ou 1211, como noviço, na Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, no Mosteiro de São Vicente de Fora, guiado pela mão do então prior D. Estêvão.Permaneceu em São Vicente de Fora por três anos, tendo com 18 ou 19 anos entrado no Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, ao tempo um importante centro de cultura medieval e eclesiástica da Europa, onde realizou os estudos em Direito Canónico, Filosofia e Teologia.O martírio dos cinco franciscanos, decapitados em Marrocos, e a vinda das seus restos mortais em 1220 para Coimbra fizeram Fernando abraçar o espírito de evangelização e trocar a Regra de Santo Agostinho pela Ordem de São Francisco, recolhendo-se no Eremitério dos Olivais de Coimbra e mudando então o nome para António.

Na Itália e no Sul de França

Por essa altura, decidiu deslocar-se a Marrocos em acção de evangelização, onde esteve, mas acometido por grave doença decidiram os Superiores da Ordem repatriá-lo. No regresso, uma forte tempestade arrastou o barco para as costas da Sicília. É aqui, na Itália, que António se notabilizaria como exímio teólogo e grande pregador.Em Março de 1222, em Forlì, dissertou para religiosos Franciscanos e Dominicanos de forma tão fluente e admirável que o Provincial da Ordem o destinou de imediato à evangelização e difusão da doutrina.Fixou-se então em Bolonha onde se dedicou ao ensino da Teologia e à pregação, nomeadamente contra as heresias dos Cátaros, Patarinos e Valdenses, o que lhe valeu o título de ‘incansável martelo dos hereges’.Seguiu depois para França com o objectivo de pregar contra os Albigenses e em 1225 é pregador em Toulouse. Na mesma época foi-lhe confiada a guarda do Convento de Puy-en-Velay e teria à sua guarda igualmente a Província de Limoges, por escolha dos frades da Província. Dois anos mais tarde instalou-se em Marselha, mas brevemente seria escolhido para Provincial da Romanha.Em Outubro de 1226 morreu Francisco de Assis.António assistiu à canonização de São Francisco em 1228. Neste ano deslocou-se a Ferrara, Bolonha e Florença. Durante 1229 as suas pregações dividiram-se entre Varese, Bréscia, Milão, Verona e Mântua. Esta actividade absorvia-o de tal maneira que passou a dedicar-se exclusivamente a ela.Em 1231, e após contactos com o papa Gregório IX, regressou a Pádua, sendo a quaresma desse ano marcada por uma série de sermões da sua autoria.



No Brasil

No Brasil, onde o santo tem milhões de devotos, é também frequentemente reverenciado como Santo Antônio, o Casamenteiro. O arraial de Santo Antônio do Leite, no Estado de Minas Gerais, Brasil, tem em sua igreja uma belíssima imagem de Santo António de Lisboa, trazida de Portugal em finais do século XVII. O dia 13 de Junho, é feriado em diversos municípios portugueses e brasileiros.Em Barbalha, no interior do Ceará, o mês de junho é dedicado ao santo, que é padroeiro da cidade. Destaca-se o Pau da Bandeira, cerimônia onde os devotos cortam uma árvore de grande porte e a utilizam como mastro com uma bandeira de Santo Antônio. A festividade reúne milhares de pessoas.No sincretismo com o Candomblé e com a Umbanda, Santo Antônio também é conhecido como o Orixa que zela das encruzilhadas, Exú.O Santo é também padroeiro da cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde seu dia é declarado feriado municipal, ocasião em que são realizados casamentos comunitários.A cidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, também tem como padroeiro o Santo, onde a Paróquia de Santo Antônio realiza todos os anos a trezena e no dia 13 a missa e bênção do pão.Em Borba, no interior do Amazonas, a Festa de Santo António é comemorada no período de 1 a 13 de junho; e em 2009 comemora-se 253 anos de amor e fé. Romeiros de vários estados e até do exterior marcam presença nos festejos todos os anos para pedirem ou agradecerem pelas graças recebidas. O município possui a Basílica de Santo António de Borba, que é a 1ª da América Latina e a 5ª do Mundo a possuir os restos mortais de Santo António. A festa já é considerada a maior festa religiosa do estado do Amazonas.No Piauí, a maior festa religiosa da região, reverenciada ao Santo, acontece em Campo Maior. São noites de muita animação com religião, comidas típicas e uma multidão na Praça da Catedral de Santo Antonio.














9 de junho de 2010

Copa do Mundo 2010


Todos os olhares se voltam para a abertura da "Copa do Mundo 2010". E como brasileira o amor pelo futebol é algo que além de genético me fascina. O encontro de várias culturas nos proporciona alegria e momentos de prazer.Com tantas coisas ruins que acontecem diariamente no mundo todo um pouquinho de descontraçào só pode nos fazer bem nào é??? Entào vamos torcer, com alegria e dignidade... Beijinhos e carinhos.

8 de junho de 2010

La gente que me gusta



                                                                    La gente que me gusta
                                                                         Mario Benedetti

 
Primero que todo...
Me gusta la gente que vibra, que no hay que empujarla, que no hay que decirle que haga las cosas, sino que sabe lo que hay que hacer y que lo hace en menos tiempo de lo esperado.
Me gusta la gente con capacidad para medir las consecuencias de sus acciones, la gente que no deja las soluciones al azar.
Me gusta la gente estricta con su gente y consigo misma, pero que no pierda de vista que somos humanos y nos podemos equivocar.
Me gusta la gente que piensa que el trabajo en equipo, entre amigos, produce más que los caóticos esfuerzos individuales.
Me gusta la gente que sabe la importancia de la alegría.
Me gusta la gente sincera y franca, capaz de oponerse con argumentos serenos y razonables.
Me gusta la gente de criterio, la que no se avergüenza de reconocer que no sabe algo o que se equivocó.
Me gusta la gente que al aceptar sus errores, se esfuerza genuinamente por no volver a cometerlos.
Me gusta la gente capaz de criticarme constructivamente y de frente; a éstos los llamo mis amigos.
Me gusta la gente fiel y persistente, que no fallece cuando de alcanzar objetivos e ideas se trata.
Me gusta la gente que trabaja por resultados. Con gente como esa, me comprometo a lo que sea, ya que con haber tenido esa gente a mi lado me doy por bien retribuido.

7 de junho de 2010

Série MPB & Ângela Maria no SESC

O SESC encerrou no último sábado dia 5 de junho a “Série MPB” com a cantora Ângela Maria. Com mais de cinquenta anos de carreira a cantora apresentou um repertório, com clássicos que marcaram gerações como “Gente Humilde”, “Ave Maria no Morro” e “Babalu”.
O  projeto apresentou ao público artistas consagrados e shows premiados do cenário brasileiro de março a junho. O show com Ângela Maria ocorreu no último  sábado dia 5 de junho às 20h no Teatro do SESC.

                                                  Ângela Maria & Clássicos
Considerada uma das mais puras vozes da música popular brasileira, a cantora com mais de 50 anos de carreira apresentou todas as suas canções de sucesso num formato intimista no teatro do SESC Araraquara.
                                                                 A cantora

Ângela  Maria, é nome artístico de Abelim Maria da Cunha Conceição de Macabu, 13 de maio de 1928) é uma cantora brasileira.Começou cantando em coro de Igreja. Enquanto trabalhava numa fábrica de lâmpadas, participava, às escondidas, de programas de calouros. Adotou o nome de Ângela Maria para não ser identificada pela família. Como ganhava todos os concursos, foi cantar no famoso Dancing Avenida e depois na rádio Mayrink Veiga. Em 1951 gravou o primeiro disco. Veio assim o sucesso que sempre a acompanhou. Atuou em cinema, no longa-metragem Portugal, Minha Saudade (1973).Ângela Maria consagrou-se como uma das grandes intérpretes do gênero samba-canção (surgido na década de 1930), ao lado de Maysa, Nora Ney e Dolores Duran.Gravou dezenas de sucessos como Não Tenho Você, Babalu, Cinderela, Moça Bonita, Vá, mas Volte, Garota Solitária, Falhaste coração, Canto paraguaio, A noite e a despedida, Gente humilde, Lábios de mel, etc.Em 1996, foi contratada pela gravadora Sony Music e lançou o CD Amigos, com a participação de vários artistas como Roberto Carlos, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Chico Buarque, entre outros. O trabalho foi um sucesso, celebrado num espetáculo no Metropolitan, atual Claro Hall (Rio de Janeiro), e um especial na Rede Globo. O disco vendeu mais de 500 mil cópias.Foi uma fase muito feliz da carreira da cantora que, no ano seguinte, apresentou o álbum Pela Saudade que Me Invade, com sucessos de Dalva de Oliveira, e um ano depois gravou, com Agnaldo Timóteo, o CD Só Sucessos, também na lista dos cem álbuns nacionais mais vendidos. Após a saída da Sony, Ângela voltou a gravar em 2003, desta vez pela Lua Discos, o Disco de Ouro, com um viés eclético, abrangendo compositores que vão de Djavan a Dolores Duran.