Quem Sou Eu???

Quem Sou Eu???
Uma Eterna Aprendiz...

Total de visualizações de página

Volta ao mundo... Estamos aqui!!!

Recent Visitors

Seguidores

Postagens populares

27 de dezembro de 2010

Cine SESC

"Speed Racer” inicia sessões de cinema especiais de verão no SESC
Para acompanhar o pique da estação mais quente do ano, o SESC Araraquara preparou uma programação de cinema especial para o mês de janeiro, que girará em torno de uma temática que sugere movimento e muita ação: “Cinematize-se” apresenta películas de aventura, cujas histórias apresentam jogos e esportes diversos, para contagiar os espectadores da unidade.

Dando início a programação, exibimos a adaptação de um dos mais famosos animes da década de 90, “Speed Racer”, criado por Tatsuo Yoshida. A película homônima, lançada em 2008, é dirigida por dois dos profissionais de cinema mais conceituados da atualidade: Andy e Larry Lachowski, os irmãos responsáveis pelo clássico contemporâneo Matrix.

A dupla primou por reproduzir de forma fiel a obra que a originou, utilizando a maior quantidade de elementos de sua trama possíveis. Para incrementar a narrativa e compor o visual, optaram por modernas e deslumbrantes técnicas digitais, que enchem os olhos e reforçam a adrenalina.

“Speed Racer” conta a história de um piloto, Speed, que nasceu numa família ligada ao universo das corridas. O rapaz procura tornar-se o melhor de sua categoria, para honrar a morte de seu irmão – que também competia – num acidente misterioso que aconteceu há muito tempo. Com o auxílio de seus parentes e do instigante Corredor X, o rapaz prosseguirá em sua missão e descobrirá informações sobre a farsa de compra de resultados de corrida – que também irá confrontar para provar seu verdadeiro valor.
Trazendo no elenco Emile Hirsch, Susan Sarandon, Christina Ricci e Matthew Fox, “Speed Racer” será exibido em 2/1, às 14h. Grátis, com retirada de ingresso individual uma hora antes da sessão.

Note e Anote

“Homem-Aranha” reforça segurança e retorna à Broadway
Apresentação aconteceu na última quinta após suspensão de duas sessões


O musical “Spider-Man” (Homem-Aranha) voltou a ser encenado na Broadway com novas medidas de segurança. Os organizadores promoveram apresentação gratuita na noite de quinta-feira dia 23 de dezembro, restabelecendo a confiança na habilidade da produção de garantir a saúde do elenco, mas não, talvez, o futuro financeiro da peça.
A produção, orçada em US$ 65 milhões e com músicas de Bono, do U2, teve duas apresentações suspensas por causa de questões de segurança, depois que na última segunda dia 20 de dezembro um ator caiu de uma altura de quase nove metros. Ele fraturou costelas e teve de passar por uma cirurgia.
“Spider-Man: turn off the dark” voltou a ser encenada sem acidentes, embora um dos "homens-aranha" voando sobre a plateia tenha precisado de ajuda para retomar seu percurso.
Ferimentos no elenco e grandes atrasos antes do início da fase de pré-estreia, em 28 de novembro, fizeram com que as atenções se concentrassem no musical, a mais cara produção da história da Broadway, o que fez surgirem especulações de que a peça, dirigida por Julie Taymor, possa se tornar um fiasco épico.
Duas sessões marcadas para quarta dia 22 de dezembro foram canceladas enquanto autoridades federais e estaduais reavaliavam o sistema de cabos e cintos usados por atores e dublês. Segundo o New York Times, houve perda de cerca de US$ 400 mil em venda de ingressos.

Novo filme de Russell Crowe estreia nos cinemas


Filme de ação dirigido por Paul Haggis, 72 Horas é a principal estreia do circuito cinematográfico neste fim de semana.
Depois dos dramáticos e premiados Crash - No Limite (2004) e No Vale das Sombras (2007), o diretor Paul Haggis experimenta o gênero filme de ação e suspense com 72 Horas, longa-metragem estrelado por Russell Crowe. Logo nas primeiras cenas de 72 Horas, uma família de classe média participa de um ritual carinhoso e comum: pai, mãe e filho posam para uma foto juntos na mesa de café da manhã, todos se preparando para seus compromissos - escola e trabalho.
Rapidamente a cena será violentamente modificada, dando partida à ação e ao drama dos personagens. Nas 72 Horas do título, o pai (Russell Crowe) tentará tirar da prisão a mulher (Elizabeth Banks), reunindo a família numa fuga para fora do país.

Araraquara ganha Centro de Artes e Ofícios Judith Lauand

O espaço foi inaugurado dia 17 de dezembro com o objetivo de profissionalizar artistas da cidade




































Judith Lauand, em 1950
Formatura da Escola de Belas Artes - Araraquara/SP.



Araraquara ganhou um novo polo regional de formação e difusão cultural: é o Centro de Artes e Ofícios Judith Lauand, que foi inaugurado no último  dia 17 de dezembro,  na Vila Xavier. O novo espaço - um projeto do Conselho Municipal de Cultura através do Orçamento Participativo de 2008 - tem por objetivo possibilitar a profissionalização de artistas e a valorização da pesquisa em diversas linguagens artísticas.
“Esta é uma grande conquista para a cultura de Araraquara. A homenagem muito honra a nossa cidade, pois Judith Lauand teve grande importância na história de Araraquara. Teremos uma importante parceria do Senac com a implantação de cursos profissionalizantes reconhecidos pelo Ministério da Educação, além de muitas outras ações que estarão acontecendo no espaço. Este será um importante espaço cultural, especialmente para a comunidade artística que terá ampliado o fomento e difusão cultural no município", disse o prefeito Marcelo Barbieri.
Para a secretária municipal da Cultura, Euzânia Andrade, a abertura do Centro de Artes e Ofícios Judith Lauand amplia ainda mais as ações educativas do governo municipal, com a implantação de cursos profissionalizantes, além de também ser espaço para cursos das Oficinas Culturais Municipais. “O Conselho Municipal de Cultura teve uma importante participação neste projeto e isto é a demonstração de uma ação pública participativa. A artista que dá seu nome recebe esta homenagem com sua presença e, sem dúvida, nos honra muito recebê-la na cidade onde ela deu início a sua história como artista e para depois tornar-se a ‘dama do concretismo brasileiro’".
A secretária lembra que a artista plástica Judith Lauand estará presente na inauguração do Centro de Artes e Ofícios e também fará a abertura de uma exposição de gravuras, que foram doadas por ela para o acervo do município. As obras poderão ser vistas durante este mês no Centro de Artes.

Cursos

Por meio de uma parceria estabelecida entre a Secretaria Municipal de Cultura, a Fundart e o Senac-Araraquara, o Centro de Artes e Ofícios inaugura sua programação educativa com implementação de três cursos técnicos: Arte Dramática (Técnico Ator), Design de Interiores, Estilismo e Coordenação de Moda.
A fim de divulgar mais informações sobre os cursos oferecidos, a Prefeitura de Araraquara realiza nos dias 17 e 19 de dezembro, palestras informativas sobre as atividades a serem implantadas. As palestras serão ministradas às 20 horas, no próprio Centro de Artes.
As inscrições para os cursos podem ser realizadas no período de 20 de dezembro a 29 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, no Centro de Artes e Ofícios. Terão prioridade os candidatos residentes em Araraquara.
Para a inscrição, são necessárias cópias dos seguintes documentos: RG, comprovantes de renda familiar, de endereço e também de escolaridade.
O período de seleção será efetuado entre os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, com a divulgação de aprovados prevista para 09 de fevereiro. As matrículas dos aprovados acontecem de 10 a 18 de fevereiro, sendo o início das aulas no dia 21 de fevereiro.

Judith Lauand

A homenageada nasceu em Pontal (SP) no ano de 1922. Estudou com Mário Ybarra de Almeida, Laffayete Carvalho de Toledo, Oscar Campiglia, Domenico Lazzarini na Escola de Belas Artes de Araraquara (SP), e com Lívio Abramo estudou gravura.
A primeira mostra coletiva de Lauand foi a “Jovens Pintores da Escola de Belas Artes de Araraquara”, realizada no MAM em São Paulo em 1952, mesmo ano em que a artista se mudou para a capital.
Suas obras, a princípio figurativas e influenciadas pelo expressionismo, tornaram-se abstratas e concretas, influenciadas por Alexandre Wolner e Geraldo de Barros.
A artista expôs nas Bienais de 1955, 1963, 1965, 1967 e 1969. Participou da Mostra Itinerante de Arte Brasileira em Munique, da “Konkrete Kunst – 50 anos de desenvolvimento” em Zurich.
Judith tem participado de uma série de exposições nacionais e internacionais, inclusive importantes retrospectivas de sua produção artística.

Confira mais sobre os cursos do Centro de Artes e Ofícios:


* Técnico em Arte Dramática
Este curso profissionalizante para formação de atores é o técnico em arte dramática, que habilita profissionais para exercício de atividades em diversos espaços de atuação: teatro, cinema, televisão, vídeo e radiodifusão, assim como em espaços não convencionais para apresentação de espetáculos.
Com 35 vagas, o curso terá suas aulas ministradas de segunda a sexta-feira, das 19 às 22 horas, compondo uma carga horária total de 800 horas.
Como pré-requisito, o interessado deve ter 17 anos completos, e estar cursando, no mínimo, a 2ª série do Ensino Médio.
O início das aulas será em fevereiro do ano que vem com previsão de término para julho de 2012.
Ao concluir o curso e comprovando a conclusão do Ensino Médio, o aluno recebe o Diploma de Técnico em Arte Dramática, válido em todo o Brasil, com o qual pode requerer o registro profissional na Delegacia Regional do Trabalho (DRT).
Importante destacar que o Senac mantém uma política de concessão de bolsas de estudo para o Curso Técnico em Arte Dramática. Para participar do processo de seleção é preciso atender aos seguintes pré-requisitos: ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos federais, não estar matriculado em nenhum curso no SENAC - São Paulo, não ter abandonado um curso do Senac como bolsista sem justificativa nos últimos dois anos, não estar participando de nenhum outro processo de bolsas no SENAC - São Paulo.
O processo seletivo também conta com entrevista e análise sócio-econômica, além de vivência teatral, com apresentação de cenas, interpretação de textos e workshops.

* Técnico em Design de Interiores
O curso de educação profissional técnica, de nível médio, habilita profissionais para atuar na área de Design de Interiores, realizando projetos para espaços residenciais e comerciais, e venda especializada de produtos. O curso também oferece conhecimentos para que esses profissionais possam participar de equipes em lançamentos de empreendimentos imobiliários e gerir negócios com visão sistêmica.
São 33 vagas, para o curso que se inicia em fevereiro do ano que vem e tem término previsto para setembro de 2012, com 800 horas. Os interessados devem estar cursando, no mínimo, a 2ª série do Ensino Médio. As aulas serão ministradas de segunda a quinta, das 19 às 22 horas.
Ao concluir todos os módulos e, comprovando o término do Ensino Médio, o aluno recebe o Diploma de Técnico em Design de Interiores, com validade nacional.

* Técnico em Estilismo e Coordenação de Moda
É um curso profissionalizante que integra o itinerário da área de Criação e Desenvolvimento de Produto. O aluno será capacitado com o objetivo de tornar-se um profissional empreendedor e diferenciado, voltado às necessidades do mercado, com conhecimento integrado e foco tanto na concepção quanto na execução, no desenvolvimento de projetos de criação de peças do vestuário e na organização e produção comercial de produtos de moda.
As 33 vagas são oferecidas para interessados que estejam cursando, no mínimo, a 2ª série do Ensino Médio.
O curso tem duração de 800 horas, efetuadas de segunda á quinta-feira, das 19 às 22 horas. As aulas se iniciam em fevereiro e seguem até setembro de 2012.
Depois de concluir os quatro módulos e comprovar a conclusão do ensino médio, o aluno recebe o Diploma de Técnico em Estilismo e Coordenação de Moda, registrado com validade nacional. O processo seletivo implica entrevista, análise de currículo, e redação de carta de interesse.

Note e Anote
“Linguasagem” publica sua 15ª edição com o "Cantinho Saussure"

Pesquisadores de São Carlos lançam revista eletrônica em homenagem a Ferdinand de Saussure


Em sua 15ª edição, a Revista Linguasagem faz uma homenagem especial a Ferdinand de Saussure. No "Cantinho Saussure" são divulgados trabalhos que, em alguma medida, desenvolvam reflexões que remetam à proposta do pensador suíço falecido há quase 100 anos. A Revista é produzida pelo Departamento de Letras (DL) e pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFSCar.
Dentre os textos publicados estão "A atualidade do Saussurismo", produzido por Algirdas-Julien Greimas, da Faculdade de Letras de Alexandria; e "Filosofia da Linguística: três Saussure(s)?", elaborado por Mônica Baltazar Diniz Signori e Roberto Leiser Baronas, docentes do DL. Estes e outros textos estão disponíveis na página da Linguasagem na Internet, visualizada em www.letras.ufscar.br/linguasagem/edicao15
A Linguasagem - Revista Eletrônica de Popularização Científica em Ciências da Linguagem - tem publicação bimestral e está aberta a pesquisadores do Brasil e do exterior que estejam desenvolvendo trabalhos de pesquisa e de tratamento didático da linguagem, nas mais diversas escolas e domínios das Ciências da Linguagem.
As edições anteriores, o Blog da Revista e outros artigos sobre temas variados, podem ser acessados em www.letras.ufscar.br/linguasagem/edicao15


 

12 de dezembro de 2010

Vamos salvar as nossas matas!!!

Deputados ruralistas estão tentando apressar um pedido de urgência para colocar o Código Florestal em votação ainda este ano! A aprovação da atual proposta iria acarretar na perda e milhões de hectares de matas nativas em todo o país.
As alterações no Código Florestal têm sido amplamente criticados por ambientalistas, pesquisadores e pessoas chave do governo. O apoio ao projeto vem de grandes latifundiários, fazendeiros de soja e gado -- deputados poderosos com fortes interesses privados na redução das proteções ambientais e legalização do desmatamento.
A proposta ruralista tem 347 votos. Para derrubá-la e proteger as florestas, nós precisamos convencer 117 deputados a removerem o seu apoio ao pedido de urgência. Os ruralistas acham que podem empurrar esta proposta enquanto ninguém está olhando -- porque eles sabem por experiência que a pressão popular pode derrubar acordos secretos. Vamos gerar um chamado urgente: se nós conseguirmos uma mobilização em massa de todo o Brasil, podemos salvar o Código Florestal! Clique para enviar uma mensagem para os deputados agora:

http://www.avaaz.org/po/codigo_florestal/?vl

Se o pedido de urgência for aprovado na próxima terça dia 14 de dezembro, significa que as alterações no Código Florestal podem ser votados a qualquer momento, sem nenhuma discussão, negociação ou revisão. Após meses de um debate fervoroso, comprovando que a atual proposta é um enorme retrocesso nas proteções ambientais e que ela precisa ser cuidadosamente revista por especialistas, nós não podemos deixar interesses ruralistas forçarem uma votação prematura.
O "novo" Código Florestal seria uma catástrofe ambiental. Se aprovado ele iria remover proteções para topos de morros e leitos de rios, fazendo desastres como as inundações trágicas do Nordeste e deslizamentos no Rio ainda mais frequentes. A proposta chega ao absurdo de propor anistia total a desmatadores, passando a mensagem que o desmatamento compensa e é perdoado. Uma área do tamanho de Minas Gerais seria exposto ao desmatamento, que, de acordo com especialistas, liberaria 25 bilhões de toneladas de gases de efeito estufa na atmosfera, impedindo o Brasil de cumprir as suas metas de emissão de carbono.
Se nós não nos manifestarmos os ruralistas irão ganhar, destruindo nosso precioso patrimônio público pelo lucro privado. Nós sabemos que os brasileiros se preocupam com mudanças climáticas e o meio ambiente, mas infelizmente os deputados não estão representando os nossos interesses. Vamos lhes dar um aviso que estamos observando e não iremos permitir a destruição institucionalizada dos nossos recursos naturais para benefícios privados. Vamos deixar claro que queremos as nossas florestas fortes e de pé! 

Jorge Caballero no Movimento Violào

Violonista peruano se apresenta no último Movimento Violão de 2010
Jorge Caballero encerra as atividades do projeto na próxima quarta dia 15 de dezembro




































A série Movimento Violão encerra suas atividades deste ano com a apresentação do violonista peruano Jorge Caballero, no próximo dia 15 de dezembro, às 21 horas, no Teatro Municipal de Araraquara. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados uma hora antes da apresentação na bilheteria do teatro.
Jorge Caballero, o mais jovem músico e único violonista a ganhar o prestigiado “Naumburg International Competition” em Nova Iorque, é conhecido pelo seu virtuosismo deslumbrante, intensa musicalidade e por captar a atenção do público em suas performances, sendo considerado um dos mais refinados de sua geração.
Natural de Lima, no Peru, Caballero nasceu em uma família de músico. Sua mãe é uma conhecida cantora no Peru e durante sua infância, passou muitas tardes nos bastidores de seus concertos. Aprendeu a tocar violão com seu pai, mas já havia absorvido muito do seu conhecimento ao ver seu pai ensinando a outros.
Começou seus estudos musicais no Conservatório Nacional em Lima, estudando com Oscar Zamora. Mais tarde foi aos Estados Unidos, onde ingressou na Manhattan School of Music.
Em recitais solo, Caballero já se apresentou nos principais centros das Américas, Japão, Ásia e Europa. Como solista já se apresentou junto às orquestras: Los Angeles Philharmonic; Orchestra of St. Luke's; New York Chamber Symphony; Naples Philharmonic; Kansas City Chamber Orchestra e Presidential Symphony Orchestra of Ankara (na Turquia) - entre outras.
Recentemente gravou a “Sinfonia do Novo Mundo” de A. Dvorak, transcrita para um violão, uma obra que poucos executam no mundo. Com um repertório notável por sua extensão e alcance, Caballero vai de Bach a Ginastera, de Paganini a Ponce, de Scarlatti e Dowland a Giuliani e Legnani, das peças Renascentistas para vihuela a compositores modernos como Carter e Berio.
Sobre a série “Movimento Violão” - O Movimento Violão, criado pelo violonista Paulo Martelli junto à Prefeitura de Araraquara, acontece há sete anos na cidade de Araraquara, e há quatro anos foi abrigado pelas cidades de Ribeirão Preto e São Paulo, tornando-se a única série de concertos mensais gratuitos neste formato.
Em 2007, o projeto lançou o primeiro CD da série, e em 2010 o primeiro DVD. O Movimento Violão passou a ser atração das unidades do SESC em São Paulo, sendo os concertos desta temporada exibidos pelo SESC TV, num programa homônimo ao projeto.
Nestes sete anos, o Movimento Violão ajudou a divulgar, criar e satisfazer o público com seus concertos gratuitos, tendo como convidados os mais importantes profissionais do gênero, entre eles: Franz Halasz (Alemanha), Jorge Caballero (USA), Cecília Siqueira (Uruguai), Marco Pereira, Fabio Zanon, Paulo Belinatti, Weber Lopes, Duo Siqueira Lima, Brasil Guitar Duo, Geraldo Ribeiro, Paulo Martelli, Edelton Gloeden, Fábio Zanon, Eduardo Meirinhos - entre outros.
A importância do Movimento Violão na cultura e história do país vem sendo reconhecido amplamente pelos maiores expoentes deste instrumento, assim como pela imprensa. O projeto recebe patrocínio integral da Usina São Manoel, ProAc, sendo uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Fundart em Araraquara.

Note e Anote

Grupo Coro e Osso apresenta habilidade vocal em espetáculo “Temporal”


A Associação Coro e Osso, oriunda de Matão, é composta por artistas da região que possui – em mais de 20 anos de carreira – uma ligação direta com o canto de coral e o desenvolvimento das técnicas vocais. Juntos, eles ministram workshops, gravam discos e colhem elogios de público e crítica, em maior parte devido ao frescor e ineditismo que emprestam a pesquisa que realizam na área.
A nova empreitada do grupo flerta com a teatralidade: trata-se de “Temporal”, show musical que foi apresentado no SESC Araraquara. Dirigido e criado pelo maestro Luiz Piquera, que também é diretor musical do espetáculo, ele mostra diversas possibilidades de interpretação para clássicos da MPB, quando revisitados por vozes reunidas.
Enfileirando sucessos de Milton Nascimento, Itamar Assumpção, Chico Buarque e outros grandes nomes – além de faixas inéditas criadas por Piquera em parceria com Gerson Bruno e Rodrigo Bandeli, a apresentação lança um olhar sob os conceitos de “tempo” e “oralidade”, que circundam a performance da trupe. “Temporal” homenageia a canção brasileira – e resgata toda sua versatilidade.
O Grupo Coro e Osso se apresentou no SESC ontem dia 11 dedezembro, às 20h, no Teatro. Os ingressos podem ser adquiridos na Central de Atendimento (R$2,50 Trabalhadores no comércio de bens e serviços – R$5,00 Usuários matriculados, estudantes, menores de 18 anos e pessoas acima de 60 anos – R$10,00 Inteira)


Antonio Penteado Mendonça presidirá a Academia Paulista de Letras (APL) no biênio 2011/2012

A Academia Paulista de Letras (APL) elegeu nova diretoria para o biênio 2011/2012, que será presidida pelo advogado, jornalista e cronista Antonio Penteado Mendonça. Ele sucede, na presidência, o desembargador e professor José Renato Nalini, que também integra a chapa vencedora, respondendo pela secretaria-geral.
O primeiro-secretário será d. Fernando Antonio Figueiredo, bispo de Santo Amaro e a segunda-secretária, a contista e ensaísta Ana Maria Martins. Quem ocupará o cargo de primeiro-tesoureiro será o professor, educador e poeta Paulo Nathanael Pereira de Souza, presidente Emérito do CIEE. O sociólogo José Pastore, Professor Emérito da USP e do CIEE/Estadão, será o segundo-tesoureiro. Para as Comissões Permanentes foram eleitos o deputado federal e escritor Gabriel Chalita (Comissão de Contas); Hernani Donato (Comissão de Bibliografia e Publicações) e Francisco Marins (Comissão de Lexicografia).

Praça Pedro de Toledo e SASDA recebem Autos de Natal

Ocorreu hoje  dia 12 de dezembro, às 11 horas, a presentaçào do Auto “A Árvore Mágica’’, do Núcleo de Artes Integradas, será encenado no SASDA. O espetáculo mistura teatro, dança e técnicas circenses promovendo uma grande intervenção artística, que resulta na montagem de uma árvore de Natal.
O Auto apresenta quatro funcionários contratados na véspera de Natal. Na carta de contratação, recebem suas funções e estranhas obrigações. Entre estas, cabe a eles enfeitar e acender a árvore de Natal que se encontra no centro da fábrica. O que parecia simples se torna impossível diante das inúmeras trapalhadas e curtos circuitos que acontecem. Porém, para completar a missão, eles precisam primeiro encontrar e acreditar no espírito de Natal.
O Núcleo de Artes Integradas tem direção de Max Oliveira. No elenco estão: Daiane Câmara, Felipe Ferrari, Mariana Ferreira, Vitor Castro. O espetáculo tem figurino e sonoplastia de Flávia Ferrari.
O projeto Autos de Natal, da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta teatro de rua com temas natalinos, gratuitamente, para a população da cidade, em espaços públicos de Araraquara.
As apresentações seguem até o dia 22 de dezembro, da seguinte forma: “A Árvore Mágica” (dia 12 - 11h – SASDA; dia 14 - 20h - Parque Infantil; dia 19 - 17h30 - Choro das Águas; dia 21 – 20h - Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa) e “Jafé e a Flor de Mandacaru” (dia 10 - 20h - Praça Pedro de Toledo; dia 15 - 20h - em frente à Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa; dia 22 – 20h - Praça Santa Cruz).


7 de dezembro de 2010

“ChorandoSemParar” atrai 10 mil pessoas em sua 7ª edição

“ChorandoSemParar” atrai 10 mil pessoas em sua 7ª edição
Em 12 horas ininterruptas de música, evento destacou artistas de diversos estilos musicais tocando choro

Aconteceu neste final de semana em São Carlos, interior paulista, mais uma edição do “ChorandoSemParar”, o maior festival de Choro já realizado no Brasil. Neste ano, os homenageados foram Armandinho Macedo e Waldir Azevedo (em memória). Ao longo do dia, cerca de 10 mil pessoas passaram pela Praça XV e apreciaram artistas de diversos gêneros musicais que se revezaram em mais de 12 horas ininterruptas de música.
Mais uma vez a Orquestra Experimental da UFSCar realizou a abertura do Festival. Além da reunião de grandes nomes do Choro, o destaque deste ano foi a diversidade de estilos dos músicos convidados como Armandinho Macedo, que é instrumentista e compositor brasileiro, e convidado homenageado do Festival. Ele subiu ao palco com o artista internacional que veio pela primeira vez ao Brasil, James Hill, e fechou a programação com seu Pop Choro, considerado referência da Música Popular Brasileira e, mais especificamente da música baiana, onde alia música de trio elétrico, aos elementos do rock e de outros ritmos regionais.
contou com a participação mais que especial de dois convidados: Davi Moraes e Andreas Kisser (foto) , da banda Sepultura, muito conhecido pelo som metaleiro de sua guitarra. O músico, que tem renome internacional com 15 álbuns gravados, provou neste domingo que o Choro estende suas fronteiras e influencia outros estilos musicais. Armandinho encerrou a noite com o "Brasileirinho", música composta pelo outro homenageado do festival, Waldir Azevedo.
Outro fenômeno musical que brindou o público com suas histórias foi que divertiu e interagiu no decorrer da tarde deste domingo. Além destes, O “ChorandoSemParar” contou com a participação de Hamilton Holanda, Mario Manga, Fabio Tagliaferri, Danilo Brito, o grupo Choro em Trio e a , um elenco de peso da nossa música instrumental brasileira.
A 7ª edição do Festival “ChorandoSemParar” teve a realização do Projeto Contribuinte da Cultura, da FAI-UFSCar, em parceria com a Prefeitura Municipal de São Carlos, Universidade Federal de São Carlos, SESC São Carlos e Pró-reitoria de Extensão da UFSCar. O 7º Festival “ChorandoSemParar” foi aprovado pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura.


Note e Anote

“Coral Sou da Paz” se apresenta hoje e amanhã na Praça Pedro de Toledo


As apresentações do Coral Sou da Paz, regido por Plínio Oliveira, serão realizadas hoje dia 7 e amanhã dia 8 de dezembro, às 20h30, na Praça Pedro de Toledo, com entrada franca. O profissionalismo e a qualidade da apresentação são os principais diferenciais da apresentação do grupo, que tem realização da Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, com apoio do SESC-Araraquara.
O “Coral Sou da Paz” foi fundado em 2004, por Plínio Oliveira, em Curitiba, e há três foi fundado também em Araraquara e Catanduva. “O projeto está em amadurecimento. Depois de três anos de trabalho, as crianças estão em ‘ponto de bala’, ou seja: estão no auge, cantam, e se posicionam melhor”, conta Plínio. O regente adianta que, no próximo ano, o coral também terá uma extensão na cidade de Birigui, também no Estado de São Paulo.
O Grupo Sou da Paz, de Araraquara, é composto por crianças e jovens de dez escolas municipais. A apresentação se inicia com a participação de 70 crianças e, depois, perto da metade do show, participam 350 crianças e adolescentes. Plínio destaca que o final da apresentação terá a participação do grupo de Ginástica Olímpica da Fundesport e, ao todo, aproximadamente 600 pessoas irão compor o final do show.
Outra participação especial na apresentação de Araraquara será da cantora Flávia Souza, conhecida por chegar a final do programa Raul Gil. Também, aproximadamente 20 meninos do Afroson, de Araraquara, marcam presença na apresentação.
O repertório do grupo tem ênfase nas canções de paz, amor e esperança, além dos temas natalinos. “Não é um show de Natal chato, e sim um show musical, que traz esperança e paz para sintonizar as emoções que o Natal costuma traduzir”, aponta o regente.
Serão apresentadas 25 músicas, num repertório que traz músicas nacionais e internacionais. “Destas, apenas sete são músicas de Natal”, reforçou.
Plínio lembra que no próximo dia 22, o Coral Sou da Paz – Araraquara se apresenta, convidado, no município de Iperó, em S. Paulo.
O grande desafio de Plínio para os próximos anos é apresentar todos os corais Sou da Paz unidos, em único show. “Estou preparando para o grupo ficar reconhecido e termos a oportunidade de cantarmos em um dos jogos da Copa do Mundo de 2014. Serão 10 anos de trabalho para essa culminância. Temos um trabalho muito sério e diferenciado”.
Vale destacar que o Coral Sou da Paz – Araraquara é mantido pelo governo municipal - por meio das Secretarias Municipais da Educação, Cultura e Desenvolvimento Econômico , ACIA e Sincomercio.


No Senac
Curso de extensão universitária com foco na cozinha internacional recebe inscrições até 15 de janeiro



Cozinheiro Chefe Internacional já formou mais de 450 chefes e oferece vagas para os campi Santo Amaro, na capital, e Águas de São Pedro, no interior do Estado.
Até 15 de janeiro do próximo ano, estão abertas as inscrições para o curso de extensão universitária Cozinheiro Chefe Internacional. Pioneiro na modalidade, o programa já formou chefes renomados, como Larissa Aguiar, do Domicila, Rodrigo Martins, do Vino!, Paulo Barros, do Due Cuochi Cucina, Renata Cruz, do Amici, José Barattino, do hotel Emiliano, e Jefferson Rueda, do Pomodori. Para se inscrever, os interessados devem acessar o site www.sp.senac.br/cc
As vagas são para os campi Santo Amaro, na capital paulista, e Águas de São Pedro, no interior do Estado. Com carga horária de 800 horas, o curso possibilita o conhecimento das diversas áreas das cozinhas francesa, italiana, brasileira, mediterrânea, mexicana e asiática, além das influências culturais de cada localidade. “Nosso objetivo é oferecer um curso que estimule o trabalho em equipe, a criatividade e inovação e o relacionamento com o mercado”, explica Zenir Dalla Costa, coordenadora do curso. “Essa proposta possibilita ao aluno uma atuação diferenciada no Brasil e no exterior”, complementa.
O curso vai além de formar profissionais que já atuam no segmento, possibilitando o ingresso dos amantes da gastronomia que estão cursando uma graduação ou já formados em outras áreas do conhecimento. Criado a partir de uma parceria com o Culinary Institute of America, em 1994, o programa aborda disciplinas como higiene e segurança alimentar, ciência dos alimentos e nutrição, segurança no trabalho, planejamento técnico de cardápio, estrutura e organização de serviços de alimentação, habilidades básicas de cozinha, relações interpessoais no trabalho, panificação, confeitaria, cozinha fria, fluxo de mercadorias, estudo de bebidas, serviço de salão e organização de eventos.
Informações e inscrições: www.sp.senac.br/cci


Centenário

3 de dezembro de 2010

Autos de Natal na Morada do Sol

Autos de Natal embalam espírito natalino e teatro de rua


O projeto Autos de Natal, da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta teatro de rua com temas natalinos, gratuitamente, para a população da cidade, em espaços públicos de Araraquara.







































O projeto Autos de Natal, da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta teatro de rua com temas natalinos, gratuitamente, para a população da cidade, em espaços públicos de Araraquara. Participam da edição 2010 os grupos de teatro Núcleo de Artes Integradas, com o “A Árvore Mágica”, e Cia de Retalhos, com “Jafé e a Flor de Mandacaru”.
Os Autos terão início no próximo domingo dia 5 de dezembro, às 17h30, no Choro das Águas, com “Jafé e a Flor de Mandacaru”, e seguem até o dia 22 de dezembro.
As apresentações serão realizadas: Praça do DAAE, Praça Pedro de Toledo, SASDA (Sociedade Araraquarense de Servidores do Departamento de Água), Parque Infantil (Praça Major Abel Fortes), em frente à Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, e Praça Santa Cruz.
“A Árvore Mágica”, do grupo Núcleo de Artes Integradas, mistura teatro, dança e técnicas circenses promovendo uma grande intervenção artística, que resulta na montagem de uma árvore de Natal.
O Auto apresenta quatro funcionários contratados na véspera de Natal. Na carta de contratação, recebem suas funções e estranhas obrigações. Entre estas, cabe a eles enfeitar e acender a árvore de Natal que se encontra no centro da fábrica.
O que parecia simples se torna impossível diante das inúmeras trapalhadas e curtos circuitos que acontecem. Porém, para completar a missão, eles precisam primeiro encontrar e acreditar no espírito de Natal.
O Núcleo de Artes Integradas tem direção de Max Oliveira. No elenco estão: Daiane Câmara, Felipe Ferrari, Mariana Ferreira, Vitor Castro. O espetáculo tem figurino e sonoplastia de Flávia Ferrari.
As apresentações de “A Árvore Mágica” serão apresentadas nos seguintes dias: 12 (11h – SASDA), 14 (20h - Parque Infantil), 19 (17h30 - Choro das Águas), e 21 (20h - Casa da Cultura).
Já a Cia de Retalhos apresenta “Jafé e a Flor de Mandacaru”. O Auto apresenta o menino Jafé, que incentivado pelas histórias de Dona Zéfa, sai em busca da flor do mandacaru, para que em seu florescer possa vislumbrar a aparição do anjo que anunciou o nascimento do menino Jesus. No trajeto o menino encontra com o ardiloso Sinistro, personagem lúdico que separa o real do imaginário. A fuga de Jafé causa o desespero da mãe que sai em busca do menino e depara-se com personagens corriqueiros e o próprio Sinistro que está a espreitá-la.
“Jafé e a Flor de Mandacaru” tem direção assinada pelo próprio grupo Cia de Retalhos, assim como cenário, figurino e produção. O texto é de Di Souza, com colaboração de Alessandra Santos e Márcia Senna. A iluminação e a sonorização ficam a cargo de Marcelo Nassi, enquanto as fotos são de Robison Willian.

Note e Anote

Tanden no SESI

Amanhã dia 4 e domingo dia 5 de dezembro, o SESI Araraquara apresentará, gratuitamente, a peça Tanden, produzido pelo NAC São José do Rio Preto. Serão realizadas duas sessões, uma no sábado, às 20h, e outra no domingo, às 19h. O espetáculo integra a mostra teatral Cena Livre 2010, projeto itinerante que destaca montagens produzidas pelos alunos dos Núcleos de Artes Cênicas (NACs) da entidade em 16 municípios do Estado: A E Carvalho/Capital, Araraquara, Birigui, Franca, Itapetininga, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Campinas, Piracicaba, Rio Claro, Santo André, Santos e Sorocaba.
Resultado de processo colaborativo, a montagem conta a história de um homem que, em sua trajetória, depara-se com figuras de seu passado, traumas e fantasias. Assim, ele passa a se relacionar com essas criaturas que não deixam de ser a expressão concreta de seus desejos e medos reprimidos. Por meio de imagens recorrentes e uma dramaturgia não linear, o protagonista encontra projeções de si mesmo e da metáfora sexual que permeia suas questões.
A orientadora Juliana Medeiros propôs ao elenco dois estímulos que nortearam o trabalho: exercícios de improvisação corporal e exercícios de escrita automática (mecanismo o qual os orientandos devem escrever incessantemente por 5 a 10 minutos sem parar para refletir sobre a lógica ou coerência do texto, apenas manifestando o que seu consciente e subconsciente fornecem como material criativo) a partir de uma reflexão que surgiu de uma visita ao terreiro Dito, não dito, interdito, da 29ª Bienal.
De acordo com ela, as improvisações foram sendo desenvolvidas e conectaram o tema do calar com a repressão sexual; o desejo de se manifestar, com a restrição imposta por nós mesmos; o desejo, com as barreiras que o impedem de se tornar fato; a busca do necessário, com o desconhecimento do que se busca de verdade.
“A dramaturgia foi tecida a partir de imagens recorrentes, de símbolos que retornam em uma nova situação, da inquietação de um ser que se insere em múltiplos contextos inexistentes, de referências da psicologia como ego, superego e Id", relata a diretora. E esclarece: "No Zen Shiatsu, Tanden é uma área do baixo ventre que concentra a energia vital, a força sexual e é a intensidade dessa força que o experimento pretende abordar".
No projeto Cena Livre, o público poderá acompanhar os resultados artísticos, frutos dos processos vivenciados pelos alunos dos Núcleos de Artes Cênicas do SESI ao longo do ano. Além de assistir as propostas cênicas, os espectadores também contribuem para o aprimoramento artístico-pedagógico dos jovens atores, uma vez que estas apresentações possibilitam aos alunos uma experiência importante à sua formação cultural, ao entrar em contato com diferentes platéias, de diferentes espaços e cidades.

Ficha Técnica:
Orientação: Juliana Medeiros
Concepção de Iluminação: Juliana Medeiros e Dirceu Capuchinqui
Operação de Luz: Dirceu Capuchinqui
Pesquisa de som: Micael Pimentel
Operação de Som: Bruna Gabriela do Amaral
Concepção de Figurinos e Adereços e Trilha Sonora: O Grupo
Elenco: Cristiane Ferro, Fabiana Abranches, Micael Pimentel, Riva Martins, Rosangela Paro e Saelem Borin.
Informações: (16): 3337.3100

2 de dezembro de 2010

Em Minas

Circuito Azul TIM traz Victor & Leo a Araraquara

Projeto da TIM encerra sua turnê em São Paulo com uma das principais duplas do sertanejo universitário


Febre nacional, lotando shows e casas noturnas em todos os cantos do País, a música sertaneja é a estrela da 2ª edição do Circuito Azul TIM 2010, projeto de shows itinerantes patrocinado pela operadora. Até o momento, o Circuito Azul TIM já reuniu mais de 50 mil pessoas em seus shows e, neste final de semana, encerrará sua temporada de São Paulo, na cidade de Araraquara.
Para fechar com chave de ouro, a dupla Victor & Leo, considerada um dos expoentes do gênero, fará uma apresentação no próximo domingo, dia 5 de dezembro, a partir das 16 horas, no estádio do Clube Araraquarense. Com canções que chegaram às paradas das rádios de todo o Brasil, como Borboletas, Fada e Nada Mais, a dupla atingiu, durante vários meses, o maior número de downloads da TIM Music Store, site da operadora em que os clientes podem baixar músicas, inclusive diretamente pelo celular, e conferir outros conteúdos, como toques, vídeos, notícias e imagens de artistas nacionais e internacionais.


Trajetória de sucesso

Victor & Leo são produtores, cantores, compositores, arranjadores e músicos, que representam a renovação da música sertaneja, com um inconfundível estilo que mescla folk, pop, romantismo e sertanejo de raiz.
Em Abre Campo (MG), ainda crianças, ouviam na radiola do avô, Tonico Chaves, canções sertanejas de ícones do gênero, como Sérgio Reis, Renato Teixeira e Almir Sater. Já na adolescência, tiveram outras influências nacionais e internacionais, entre elas: James Taylor, Neil Young, Alceu Valença, Zé Ramalho, Eric Clapton e Dire Straits.
A dupla iniciou a carreira em 1992, na cidade natal, e em 1994 mudou-se para Belo Horizonte (MG), onde permaneceu por sete anos. Neste período, estudaram canto durante cinco anos. Em 2001, desembarcaram em São Paulo, onde cantaram na noite por mais seis anos e meio, e foi em 2006, que a dupla passa a ser reconhecida nacionalmente.
Ao todo, são sete CDs, dois DVDs e um Blu-ray, além de um documentário em espanhol. Em 2008, Victor & Leo conquistaram o prêmio TIM de música, na categoria Full Track, com a canção Amigo Apaixonado.
Com o projeto Circuito Azul TIM, a empresa aposta na segmentação de ações para atingir os mais diversos perfis de público e leva para as cidades um projeto de cultura totalmente alinhado ao perfil da região. "Araraquara é muito importante para a TIM e acreditamos que a fórmula ideal para se comunicar com nossos clientes seja a segmentação. Assim, escolhemos encerrar o festival itinerante de música sertaneja aqui, seja pela força que esse estilo possui na região e, também, pela resposta do público à essa iniciativa", afirma Érika Cascão, diretora Comercial da TIM em São Paulo.
Para o show são esperadas dez mil pessoas. Os valores dos ingressos variam entre R$ 20 (pista), R$ 50 (camarote) e R$ 80 (camarote VIP). Entretanto, clientes TIM (de planos pós e pré-pagos) têm 20% de desconto na aquisição do ingresso. Para isso, deve apresentar seu TIM Chip ou celular que identifique a rede da operadora na Loja TIM, Av. Nove de Julho, 1128 - Araraquara.
A operadora está com uma oferta especial também para novos clientes ou para quem realizar a portabilidade: na compra de um plano Liberty ou TIM Web Pós, o cliente ganha um par de ingressos para a pista. Já, os consumidores clientes que adquirirem o combo de plano Liberty e TIM Web Pós ganham um par de ingressos para a área VIP. A promoção é válida para as lojas TIM participantes.
Até o final do ano, o Circuito Azul TIM 2010 ainda passará por Várzea Grande/MT e Aparecida de Goiania/GO. A série de shows já visitou sete cidades do interior e litoral do estado de São Paulo, com atrações como Luan Santana, Victor & Leo, Maria Cecília & Rodolfo, entre outros.



Note e Anote

Dia Nacional do Samba

Hoje a Morada do Sol está em ritmo do ziriguidum...


Você sabia que o dia 2 de dezembro é o Dia Nacional do Samba?


Mas por que justo no dia 2 de dezembro? O motivo é curioso: Ary Barroso, um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos compôs o samba Na Baixa do Sapateiro, que tinha uma letra que exaltava a Bahia, sem nunca ter visitado nenhuma cidade baiana.
Mas na primeira vez que ele pisou em Salvador, num dia 2 de dezembro, o vereador baiano Luís Monteiro da Costa aprovou uma lei que declarava que aquele dia seria o Dia Nacional do Samba, numa forma de homenagear o compositor.
A partir desse acontecimento a data tornou-se um dia para se comemorar toda a riqueza do samba, um dos principais patrimônios culturais brasileiros.
Atualmente somente duas cidades costumam comemorar o Dia do Samba: Salvador e Rio de Janeiro. Em Salvador sempre tem grandes shows lá no Pelourinho, com artistas e cantores famosos e com os sambistas locais.
E por aqui ocorre hoje a comemoração a partir das 17h30 em frente ao Palacete das Rosas Paulo A.C. Silva a apresentação com o grupo Mania de Samba, juntamente com diversos convidados do universo do samba araraquarense.
Os músicos do Mania de Samba - Chico, Gil, Carrapicho, Jorge, Fabiano - prometem promover uma grande confraternização no evento com vários sambas de qualidade e com a presença dos sambistas da cidade.
O Mania de Samba já acompanhou grandes nomes, como Thobias da Vai-Vai, Tantinho da Mangueira, Wilson Moreira, Wilson das Neves, Jorge Simas, Tunico Ferreira - entre vários outros.
E para comemorar o Dia do Samba, o Mania de Samba recebe os seguintes grupos: Samba da Velha Guarda (representado por Aragão), Samba de Bamba (Amaral), O Samba é Meu Dom (Irã), Samba Du Bom (Marquinhos), Simplicidade do Samba (Juca), Turma do samba (Carrapicho), Grupo Cambaio (Vinícius), Samba Sou (Paraíba), Cascabum (Eli), Conexão Samba (Fabrício), além de Junior Barros, Marli, e Sabaúna.
O projeto "Cultura no Samba" conta com um apoio de infraestrutura e serviços da LESEC durante o show. O projeto visa abrir espaço para a manifestação do samba tradicional e para os artistas araraquarenses, proporcionando momentos de descontração por meio da boa música brasileira.


SESI-SP & British Council

O Núcleo de Dramaturgia para Novos Autores, iniciativa do SESI-SP em parceria com o British Council, começa a receber extratos de textos dramatúrgicos que serão avaliados para a identificação de novos dramaturgos com potencial a ser desenvolvido.
Os novos autores selecionados passarão por um processo de desenvolvimento e aprimoramento de sua dramaturgia entre agosto de 2011 e junho de 2012, um programa que promove troca de experiências e de técnicas entre profissionais e instituições britânicas voltadas a novos dramaturgos.
Os interessados devem ter mais de 16 anos e não podem ter tido texto publicado ou encenado profissionalmente. Estes deverão preencher a ficha de inscrição, que pode ser obtida no site do SESI-SP www.sesisp.org.br/dramaturgia e anexar um extrato do texto criado, composto por um ato da peça com no mínimo 15 e no máximo 20 laudas (de 21 mil a 28 mil caracteres). Serão aceitos apenas textos escritos individualmente e as modalidades infantil e musical também serão contempladas.
A avaliação dos textos encaminhados ao Núcleo será feita por uma equipe de profissionais preparados pela coordenadoria literária do projeto (com base em metodologia exclusiva desenvolvida pela professora Munira Mutran, livre docente da área de literatura da Universidade de São Paulo - USP). E, numa segunda etapa, os autores selecionados passarão por uma entrevista com a coordenação geral e coordenação literária do Núcleo de Dramaturgia.

Resumo do projeto

Em 2006, o SESI-SP e o British Council firmaram um convênio para a criação de um núcleo voltado à descoberta e desenvolvimento de novos autores teatrais: oNúcleo de Dramaturgia SESI-British Council, que iniciou suas atividades em outubro de 2007. A proposta prevê uma atuação conjunta de ambas as instituições, incluindo a participação de centros de dramaturgia britânicos que estabelecerão um intercâmbio de suas experiências e metodologias com o projeto brasileiro. Entre os parceiros britânicos estão:Playwrights Studio(Edimburgo, Escócia),West Yorkshire Playhouse(Leeds, Inglaterra),Royal Court Theatre(Londres, Inglaterra),Birmingham Repertory Theatre(Birmingham, Inglaterra) ePaines Plough Theatre Company(Londres, Inglaterra).


Núcleo de Dramaturgia
Envio de textos para:
Serviço Social da Indústria
Divisão de Desenvolvimento Sociocultural
Av. Paulista, 1313 - Andar Intermediário
CEP: 01311-923 - São Paulo - SP
Informações: www.sesisp.org.br/dramaturgia
Dúvidas e esclarecimentos: ccfproducao@sesisp.org.br
Escrever na frente do envelope: Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council
SESI-SP e SENAI-SP / FIESP
http://www.sesisp.org.br/
http://www.sp.senai.br/




1 de dezembro de 2010

Diversão garantida para a garotada no Cine SESC

O SESC Araraquara traz programação especial de Cinema Infantil no mês de dezembro


Para transformar as férias de seus frequentadores mirins em um período ainda mais proveitoso, o SESC Araraquara apresenta, de 1 a 23 de dezembro, uma programação de cinema especialmente selecionada para esse público. Os títulos exibidos transitam entre os gêneros da animação: do tradicional 2D ao stop motion, das avançadas películas 3D aos clássicos mundiais, a temporada de exibição agrada também pela sua variedade.
De terças a sextas, às 15h, serão exibidos “Longas de animação em computação gráfica”: criações de estúdios conceituados, como Pixar e DreamWorks estão entre eles – destacando o sucesso “Toy Story”, “Robôs”, “O Bicho Vai Pegar” e o recente “Como Treinar o Seu Dragão”. Como pontos em comum, todos trazem visuais deslumbrantes, criados com tecnologias variadas e que se aprimoram a cada dia; aliadas a tramas muito bem humoradas e divertidas, garantem muito sucesso.
Mais tarde, às 20h, o universo dos clássicos 2D – entre eles, aqueles produzidos pelos estúdios Disney - será revisitado pela programação. Apreciados por diversas gerações e sempre lembrados quanto o tema em questão são as pérolas do cinema infantil, eles apresentam elementos e personagens únicos. “Dumbo”, “Cinderela”, “Bambi”, “Alice no País das Maravilhas”, “Todos os Cães Merecem o Paraíso” e “Em Busca do Vale Encantado” são bons exemplos do que o público poderá conferir no período.
Já em datas específicas – 4, 11 e 18 de dezembro – o SESC Araraquara apresenta sucessos do stop-motion, os conhecidos “desenhos de massinha”, que utilizam técnicas de captação de imagens quadro a quadro para produzirem longas metragens. Entre os destaques dessa vertente, “Wallace e Gromit: A Batalha dos Vegetais”, os títulos de Tim Burton “A Noiva Cadáver” e “O Estranho Mundo de Jack”, e o conhecido “A Fuga das Galinhas”.
Eles serão apresentados nas datas citadas, sábados, às 14h.
Toda a programação do “Cinema para Crianças – Especial Cinema de Férias” é gratuita, e a retirada de ingressos acontece uma hora antes de cada sessão, na Central de Atendimento


Note e Anote

"Existir é Estar Existindo-um Roteiro para lugar algum” na 29ª Bienal
Álvaro Filho e os alunos do Núcleo de Artes Cênicas do SESI Araraquara se apresentam na próxima quarta em São Paulo


































O espetáculo "Existir é Estar Existindo-um Roteiro para lugar algum" do Núcleo de Artes Cênicas do SESI, com alunos daquela Entidade sob a direção de Álvaro Filho, foi convidado pelo Setor Educativo da 29 Bienal de Artes e lá se apresentarem.
O espetáculo, em cartaz no Teatro da Unidade local desde o final de Outubro estabelece, a partir de cinco espaços de investigação: Satíricos, Identidade, Incomunicabilidade e Roubo uma visão bem particular e multi artística sobre os limites entre o público e o privado na cena contemporânea.
Alicerçados pelo material educativo da 29 Bienal onde os atores participaram de um Curso na Casa da Cultura local, o convite surgiu como uma das experiências e resultados que devem ser apresentados ao público visitante na Bienal.A apresentação ocorre hoje  dia 1 de dezembro no período da tarde no terreiro "Eu sou a Rua".


Yolanda Teixeira Monteiro lança livro na Biblioteca Municipal


A escritora Yolanda Teixeira Monteiro lança o livro "Revelação - Poemas de Vida", na próxima quinta dia 02 de dezembro, às 19h30, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, pela Editora Novo Século. O evento tem o apoio da Prefeitura de Araraquara por meio da Secretaria Municipal da Cultura.
"A cultura de Araraquara tem a alegria de apoiar um trabalho da categoria da professora Yolanda Monteiro. Sem dúvida é uma grande personalidade da literatura de nossa cidade e, nesse momento, teremos a oportunidade de apreciar mais uma obra desta importante escritora", comentou a secretária municipal da Cultura, Euzânia Andrade.
Yolanda é uma das ganhadoras, em 2008, do concurso promovido pela Academia Brasileira de Letras, que homenageia Machado de Assis, no centenário de sua morte.
Com livros organizados há tempo, a escritora lutou para encontrar uma editora para suas publicações até chegar a Editora Novo Século, que em 2008 publicou "Fatos Rimados" e, em 2009, a segunda edição de "Passos Largos", que tinha sido publicado 1996.
Agora, Yolanda lança o seu terceiro livro "Revelação - Poemas de Vida". Os três livros da autora têm em comum a apresentação de temas variados, ligados sempre à vida do ser humano.
Yolanda pretende publicar outros livros de poemas, seguidamente, enquanto revê seus escritos em prosa. Entre os novos projetos em poemas estão: "Alma em Mergulho", "Concerto Chanfrado", "Retrospecto Longínquo", "Aleluia" e "Sonhos de Barítono".
A autora, nascida em março de 1933, teve sua formação religiosa e de vida em família no bairro do Carmo. Seus estudos começaram no grupo escolar Antônio Joaquim de Carvalho, seguidos pelos cursos ginasial e clássico no colégio estadual de Araraquara, o EEBA.
Yolanda concluiu o curso de Letras Neolatinas, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, em 1955. É também especialista em Literatura Brasileira e em Filologia e Língua Portuguesa, pela USP.
Em 1973, na Faculdade de Ciências e Letras, na UNESP-Araraquara, concluiu outro curso de especialização em Literatura Portuguesa, ministrada pelo professor Dr. Jorge Cury.


“ChorandoSemParar" em Sào Carlos

"ChorandoSemParar” acontece hoje em São Carlos

Maior festival de choro do país promove doze horas ininterruptas de música

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 




Sào Carlos sediará mais uma edição do “ChorandoSemParar”, o maior festival de Choro já realizado no Brasil. No último dia do festival,que está em sua sétima edição, vários grupos e artistas se revezarão para apresentar doze horas ininterruptas de música.
A novidade deste ano é que o “ChorandoSemParar” acontecerá durante quatro dias. No dia 1º de dezembro haverá ensaio aberto e Oficina da Orquestra Experimental da UFSCar sobre apreciação musical, que será voltada a todas as pessoas com interesse em aprender ouvir para melhor apreciar a música. No dia 3 de dezembro haverá um workshop de Ukalele, instrumento pouco conhecido no Brasil, com o músico canadense James Hill, que vem pela primeira vez ao país exclusivamente para participar do “ChorandoSemParar.”
Já no dia 4 de dezembro, na parte da manhã, haverá um bate papo com o cineasta Lucas Rezende, produtor e diretor do documentário "Waldir Azevedo, um Brasileirinho" e à tarde é a vez do workshop Na Onda da Mantiqueira, ministrado pelo músico Nailor Proveta. No domingo, dia 5 de dezembro, na Praça XV de Novembro, será a vez das 12 horas ininterruptas de música.
Para o evento do dia 5 estão previstas a participação de Altamiro Carrilho, Hamilton Holanda, a Banda Mantiqueira, Davi Moraes, James Hill, Mario Manga, Fabio Tagliaferri, o guitarrista da banda Sepultura, que tem formação erudita e gosto por vários gêneros musicais, Andreas Kisser, Danilo Brito, o grupo sàocarlense Choro em Trio, e a Orquestra Experimental da UFSCar que fará, como em todos os anos, a abertura da programação de 12 horas. Além disso, o “ChorandoSemParar” traz como convidado homenageado o instrumentista e compositor baiano Armandinho Macedo. O homenageado em memória desta edição é o mestre do cavaquinho e compositor de "Brasileirinho" Waldir Azevedo, morto em 1980.
O festival é uma idealização do Projeto Contribuinte da Cultura, da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI-UFSCar), em parceria com a Prefeitura Municipal de São Carlos, a Universidade Federal de São Carlos, o SESC São Carlos e a Pró-reitoria de Extensão da UFSCar.
O 7º Festival “ChorandoSemParar” foi aprovado pela Lei Rouanet e tem o benefício de 100% de dedução fiscal. As pessoas físicas e jurídicas interessadas em patrocinar o evento a custo zero podem entrar em contato pelo telefone (16): 3307.5691 ou pelo e-mail: contribuinte.cultura@terra.com.br

Programação:

01/12- Ensaio aberto e oficina da Orquestra Experimental da UFSCar - Teatro de Bolso da UFSCar - 19h
03/12- Workshop de Ukalele com o músico canadense James Hill , 20h - Praça XV - inscrições antecipadas
04/12- Bate papo com o cineasta Lucas Rezende produtor e diretor do documentário "Waldir Azevedo, um Brasileirinho", 10h - Praça XV inscrições antecipadas
04/12- "Na onda da Mantiqueira" com o músico Nailor Proveta ,17h30 - Praça XV inscrições antecipadas
05/12- Encerramento do Festival ChorandoSemParar, 12 horas de revezamento dos artistas convidados, das 10h às 22h.

Homenageado em memória:
- Waldir Azevedo
Participantes:
- Armandinho Macedo - convidado homenageado
- Altamiro Carrilho
- Andreas Kisser
- Banda Mantiqueira
- Danilo Brito
- Choro em Trio
- Davi Moraes
- Fabio Tagliaferri
- Hamilton de Holanda
- James Hill
- Mario Manga
- Orquestra Experimental da UFSCar

Satyrianas

Ocorreu de 25 a 28 de novembro em São Paulo mais uma edição das “Satyrianas - Uma Saudação à Primavera”

Desde sua fundação, Os Satyros realizam na primavera um evento que pretende ser uma celebração dionisíaca em homenagem ao poder do teatro. Durante estes anos todos, As Satyrianas acabaram se tornando um evento de múltiplas dimensões e com vários atores.
Desde 2009, as Satyrianas são um evento oficial do calendário cultural do Estado de São Paulo.
Neste ano, a Cia. celebra seu décimo aniversário na Praça Roosevelt, local que se transformou radicalmente no período, e o evento oficial marcado para as comemorações é as Satyrianas. Com duração de quatro dias, totalizando 78 horas de atividades ininterruptas.
A celebração da chegada da primavera ganha formas de festival de artes, incluindo não só o teatro como também o circo, cinema, música, literatura, artes visuais, história em quadrinhos e as artes de rua.

Como funciona?

Alguns eventos e atrações são de livre acesso, em outras os valores dos ingressos são definidos pelo próprio espectador. O objetivo é disseminar o acesso à cultura e às artes por toda a população da capital paulista. Dessa forma, misturando diversidade cultural e facilidade de acesso, a Satyrianas vem se tornando a cada ano um dos maiores e mais populares eventos das artes de São Paulo. No dia 14 de outubro de 2009, o evento tornou-se oficialmente parte do Calendário Cultural do Estado de São Paulo, de acordo com decreto promulgado no Diário Oficial.

Como foi a última?

A última edição reuniu mais de 54.000 pessoas durante os quatro dias de festividades, com ampla repercussão na mídia e na cidade. Em 2007 o evento foi agraciado com o Prêmio Especial da Crítica da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). A partir desse mesmo ano, o evento passou a acontecer em vários espaços e teatros da cidade, tomando a Praça Roosevelt como seu palco central.

Saiba mais
Os Satyros

A Companhia de Teatro Os Satyros é um grupo teatral brasileiro essencialmente experimental, fundado em São Paulo em 1989, por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez.
A primeira montagem da Companhia foi Sades ou Noites com os Professores Imorais, adaptação de textos do Marquês de Sade, e foi quando assumiram a revitalização do Teatro Bela Vista, e iniciaramm um período de forte intervenção cultural que duraria até o ano de 1992, com a transferência da companhia para a Europa.
Na Europa, participaram de festivais em Portugal, na Espanha, na Escócia, na Inglaterra e na França, e foram considerados pela critica internacional como a "sensação do Edinburgh Festival". Foram também a primeira companhia de teatro brasileira a se apresentar na Ucrânia, depois da queda do muro de Berlim.
Pelo fato de possuir integrantes provenientes do Paraná, a companhia tinha contato estreito com a produção cultural daquele estado, a ponto de criar na capital paranaense, em 1995, uma sede, onde mantém atividades regulares até hoje. Apesar disso, a companhia ficou sediada em Lisboa até o ano de 1999.
De volta ao Brasil, instalaram sua nova sede (com duas unidades) na Praça Roosevelt, um local que até então se encontrava abandonado e passando por um momento de extrema decadência, promovendo ali significativa ação de revitalização cultural.
Segundo o Anuário de Teatro de Grupo da Cidade de São Paulo - 2004, "desde o período passado em Portugal, Os Satyros vem desenvolvendo sua própria teoria e práxis teatral, chamada Teatro Veloz". Graças a uma pesquisa ininterrupta de soluções estéticas, elaboraram um teatro crítico em processo contínuo de reconstrução e que usa como principais fontes de referência teóricos como Antonin Artaud, Nietzsche, Adorno e Walter Benjamin, entre outros. No ano de 2004, juntou-se ao grupo a presença significativa do ator, teórico e ex-crítico teatral Alberto Guzik.
Hoje o grupo é formado pelos atores Alberto Guzik, Angela Barros, Cléo De Páris, Daniel Tavares, Fabiano Machado, Ivam Cabral, Laerte Késsimos, Nora Toledo, Phedra D. Córdoba, Silvanah Santos, Soraya Aguillera e Soraya Saíde. Vários outros atores de prestígio integram o grupo como convidados de suas montagens, como por exemplo a atriz Norma Bengell.

Conheça o site:
http://satyros.uol.com.br/

24 de novembro de 2010

Paula Lima hoje no Teatro das Artes

Projeto Davene Quartas Musicais apresenta show de Paula Lima no Teatro das Artes



Sempre que se ouve falar em Paula Lima a primeira coisa que nos vem à cabeça é a voz cheia de personalidade e belas nuances. Paula Lima tem qualidade, pertence à música popular brasileira, ao palco, e o palco sem dúvida é o seu lugar. Por isso, a Davene escolheu a cantora para a terceira edição do projeto Quartas Musicais - uma série de quatro shows com mulheres que se destacam por reunir talento, beleza e personalidade. O show de Paula Lima acontece dia 24 de novembro, no Teatro das Artes.
O repertório do show será baseado no seu último trabalho “Sambachic” (2009) – que deu origem também ao registro audiovisual no formato DVD. Mas o público poderá curtir também algumas músicas que estarão no novo CD (que será lançado no começo de 2011), como “ Ela é a Tal”, “ Flor de Maracujá”, “ Pisou na Bola” e “ Mas tem que dar certo”.
A paixão pela música acompanha Paula Lima desde a infância. Aos 3 anos já acordava cantando, estudou piano erudito dos 7 aos 17 anos e durante esse período de infância/adolescência comandava a trilha sonora das festas da família. Mais tarde, integrou bandas como Unidade Móvel e Unidade Bop (ao lado de Will Robson e Eugenio Lima), Grêmio Recreativo Amigos do Samba-Rock, Funk e Soul (Skowa) – quando teve seu primeiro contato com o mestre Jorge Benjor, participando da gravação do álbum "23", nas faixas " Princesa" e " Engenho de Dentro" - Zomba e Funk Como Le Gusta. Essas experiências abriram as portas para que ela fosse convidada a caminhar pelos mais variados estilos com grandes personalidades do cenário musical brasileiro.
Hoje, Paula Lima coleciona prêmios e indicações importantes do cenário musical como duas indicações ao Prêmio TIM de 2007 por melhor álbum de MPB, e melhor cantora, e o prêmio de melhor cantora no Troféu Raça Negra. Além disso, é protagonista do musical “Cats” e está na trilha da novela “Ribeirão do Tempo”, também da Record, com a música “ Ela é a Tal”, presente dos compositores Zeca Baleiro e Lúcia Santos.
Sobre o Davene Quartas Musicais



Desenvolvido pela M7 Comunicações em parceria com a rádio Nova Brasil FM, o Davene Quartas Musicais está sendo realizado em shows mensais de setembro a dezembro nos Teatros Bradesco e das Artes, e já teve shows de Luiza Possi, que lançou o projeto, e Daniela Mercury. O projeto da Davene, uma empresa democrática e 100% nacional, visa mostrar sua admiração à cultura brasileira e estreitar ainda mais o vínculo que a marca possui com o público feminino, para quem trabalha há 32 anos criando produtos de bom gosto e alta qualidade a preço acessível.

Informaçòes:
Show Paula Lima – Davene Quartas Musicais
Data:dia 24 de novembro – quarta-feira
Horário:21h
Local:Teatro das Artes
Shopping Eldorado 
Av. Rebouças, 3970 – 3º. Piso -
(11) 3034-3628 / 0075 

21 de novembro de 2010

Cinema em Série






































“Cinema em Série” apresenta “Diamante de Sangue”


Amanhà  dia 22 de novembro, o Cinema em Série Especial Consciência Negra – realizado pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, neste mês com o apoio do Centro de Referência Afro – apresenta o filme “Diamante de Sangue”, às 20 horas, na Sala Jean Paul Sartre, da Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa.
Dirigido por Edward Zwick (“Tempo de Glória” e “O Último Samurai”) e lançado em 2006, “Diamante de Sangue” é baseado na guerra civil da Serra Leoa na década de 1990.
“Diamante de Sangue” conta a história de Danny Archer, um ex-mercenário do Zimbábue (ainda denominado por ele pelo nome colonial de Rodésia) que contrabandeava os diamantes de sangue (usados para financiar a compra de armas para a guerra), e Solomon Vandy, um pescador da etnia Mende. Ambos são africanos, mas suas histórias e circunstâncias de vida são totalmente diferentes. Danny Archer é branco e Salomon, um humilde pescador negro da etnia Mende. Até que o destino os reúne numa busca para recuperar um raro diamante rosa, o tipo de pedra que pode transformar uma vida... ou acabar com ela.
Solomon, que foi separado da família em um dos ataques do grupo rebelde (Frente Revolucionário Unido) e forçado a trabalhar nos campos de diamante e encontra a pedra extraordinária: um raro e grande diamante rosa e se arrisca a escondê-la no pé, certo de que, se for descoberto, será morto na hora. Mas ele também sabe que com o diamante poderia não salvar a esposa e as filhas de uma vida de refugiadas, como também ajudar a resgatar seu filho, Dia, de um destino muito pior como soldado infantil.
Archer, que vivia da troca de diamantes por armas, fica sabendo da pedra de Solomon enquanto está na prisão por contrabando. Ele sabe que um diamante como esse só se encontra uma vez na vida – e vale o bastante para ser seu passaporte de saída da África, da violência e corrupção no qual ele era um ótimo jogador.
Então surge Maddy Bowen, uma jornalista americana idealista que está em Serra Leoa para desvendar a verdade por trás dos diamantes de sangue, mostrando a cumplicidade dos grandes chefes da indústria das pedras, que escolheram pelo lucro, no lugar dos princípios. Maddy vai atrás de Archer como peça para seu artigo, porém logo descobre que é ele quem precisa muito mais dela. Archer precisa de Solomon para encontrar e recuperar o valioso diamante rosa, porém Solomon pensa em algo muito mais precioso... seu filho.
Dali por diante começa uma longa jornada, Maddy, Archer e Solomon entram por uma perigosa trilha dentro do território rebelde junto com mais jornalistas colegas de Maddy Bowen.
A edição do Cinema em Série Consciência Negra conta, ainda, com a exibição do filme “Mestre Bimba - a Capoeira Iluminada", no dia 29 de novembro.

Informaçòes:
Local: Sala Jean Paul Sartre
Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa 
Rua São bento, 909 – Centro

Horário: 20 horas
Realização: Prefeitura de Araraquara
Secretaria Municipal da Cultura e Fundart
Entrada franca

Segura Nega no SESC hoje

Encerrando a programação musical da Semana da Consciência Negra, o SESC Araraquara apresenta o grupo sancarlense Segura Nega, que apresenta influências de nomes da black music e do samba rock em show de nossa domingueira.
Os integrantes da banda destacam sua maior característica como sendo a “miscigenação de estilos”, e esse atributo se faz notar nas apresentações ao vivo da mesma: propondo novas roupagens para sucessos do suingue nacional, os músicos apresentam versões de Seu Jorge, Funk Como Le Gusta, Tim Maia, Simoninha e muitos outros, com muito gingado e uma boa dose de “malandragem”.
O Segura Nega se apresenta  hoje  dia 21/11,  às 16h e a apresentaçào é gratuita.

19 de novembro de 2010

Mais de 10.000

O Criartemvida está em festa!!! Passamos das 10 mil visitas e o nosso sucesso é graças a você  que está sempre por aqui nos prestigiando ... Muito obrigada pelo carinho, beijinhos doces e continuem a nos proporcionar alegria é, e sempre será um prazer contar contigo!!!


SESI Araraquara

No Centro Ruth Cardoso

No SESC Araraquara

Sabores e Memórias Culturais” desvenda  a culinária afro-brasileira em última edição do ano
Desde 2009, o SESC Araraquara promove os encontros do projeto “Sabores e Memórias Culturais”. Com o intuito de propagar os valores e diversos gostos da cozinha brasileira, o projeto desvenda a origem de pratos, ingredientes e mostra a alimentação como um patrimônio imaterial de nossa cultura, que merece ser reconhecido e desvendado em suas minúcias.
O Chef Paulo Machado, responsável pelas delícias gastronômicas apresentadas, convida o também Chef Valter Rosa para discorrerem sobre as influências da cozinha africana no Brasil. Saborosa, com temperos fortes e traços marcantes, une-se aos gostos da culinária portuguesa e indígena e expõe, além da origem de pratos típicos e conhecidos, um panorama da fusão social que tomava conta do Brasil de outrora e permanece até hoje na convivência e, claro, nos pratos saboreados por nós.
Entender a culinária afrobrasileira é compreender aspectos importantes de nossa origem cultural. Ela, que traz tantas satisfações aos lares em ocasiões especiais e no dia a dia, será desvendada nesse workshop.
“Os Sabores da Cozinha Afrobrasileira” será realizado amanhã dia 20 de novembro, às 10h30. Grátis, mediante inscrições na Central de Atendimento, as vagas limitadas. Informações: (16): 3301.7500.

Prêmio Zumbi dos Palmares

Prêmio Zumbi dos Palmares homenageia ZIZA, pintor letrista e precursor da black music em Araraquara

A programação do feriado da Consciência Negra traz uma homenagem a pessoas que fazem ou fizeram um trabalho voltado para a comunidade negra araraquarense, com a entrega do “Prêmio Zumbi dos Palmares”, às 19 horas, amanhã dia 20 de novembro no Teatro Municipal. Nesta edição, o evento homenageia “Ziza”, um dos precursores da black music em Araraquara.
Ziza, que é pintor, letrista, é também locutor do programa Mistura Fina na Rádio Brasil FM, sendo um dos precursores e divulgador da black music na cidade. A iniciativa do Prêmio Zumbi dos Palmares é do vereador Carlos Nascimento e a realização do evento é da Prefeitura de Araraquara (Centro de Referência Afro) e Câmara Municipal.
A abertura do Prêmio terá a participação da Cia Afro Rhytmos, com a apresentação do espetáculo “Raízes”, que apresenta a trajetória do povo africano desde sua retirada forçada da terra natal até os dias atuais. O espetáculo apresenta a chegada do escravo ao novo continente, onde passou a servir a elite local dominante.
A contribuição dos africanos para a cultura brasileira, a mistura dos dialetos com a língua portuguesa, a apropriação da dança, das músicas, dos rituais são encenadas neste espetáculo, rico em história e sentimento, que enxerga o negro de uma nova perspectiva: o de herói e protagonista.
“Raízes” tem coreografias de: Bruna Porfírio, Giovana Cândido, Maicon Fidenis e Lucilene de Oliveira.
Vale destacar que Araraquara, pelo quarto ano consecutivo, celebra a Consciência Negra com o feriado municipal, da Lei 6633, de 28 de setembro de 2007. O prefeito Marcelo Barbieri reforça o seu apoio total e irrestrito ao feriado municipal do dia 20 de Novembro, em que é celebrado o Dia da Consciência Negra.
Além da entrega do Prêmio Zumbi, a programação do feriado municipal do dia 20 de novembro conta com a 2ª Marcha Regional “Consciência Negra”, às 8 horas, com saída do Paço Municipal, finalizando na Praça Santa Cruz com show do grupo Samba de Bamba.
Alessandra de Cássia Laurindo, coordenadora municipal de Promoção da Igualdade Racial, disse que a Marcha é um importante instrumento de reflexão. “O objetivo é tirar a idéia de que seja apenas mais um feriado comum e sim um dia de avaliarmos as ações e políticas que estão sendo desenvolvidas para a população negra”.
Depois, às 11h30, no Clube Estrela, há o 4º Encontro em Homenagem a Zumbi dos Palmares, com um almoço tradicional. A organização é da ACAAAR e o ingresso antecipado tem o valor de R$ 15,00.
Para finalizar, no Salão da Maçonaria, no Carmo, a partir das 21 horas, será realizado um “Baile dos anos 70”. A Organização é do Grupo Espírita Assistencial de Umbanda Índio Paraguaçu, Pedra Verde e Irú.


Note e Anote
Troca de Plantão & Roda Gigante no SESI

Amanhã dia 20 de novembro às 19h, e no domingo dia 21 , às 16h, o SESI Araraquara apresenta, gratuitamente, o espetáculo Troca de Plantão, do grupo Roda Gigante. A montagem é uma das 12 selecionadas para integrar o circuito Viagem Teatral 2010 - 3ª Temporada, promovido pela entidade em todo o Estado.
O espetáculo é uma coletânea de cenas criadas a partir das intervenções que o grupo realiza regularmente em hospitais públicos da cidade do Rio de Janeiro. Os palhaços fazem suas 'consultas' como médicos de mentira e constroem com a criança outro olhar sobre a realidade da hospitalização. Esse trabalho não se restringe aos hospitais e levou o grupo a transpor para o palco os princípios que regem sua atuação nas enfermarias. No espetáculo os palhaços brincam, improvisam, satirizam as rotinas médicas e se tornam 'doutores' na arte de entreter as pessoas.

Histórico do grupo

Desde 1995, o grupo Roda Gigante atua com palhaços em hospitais. Este trabalho foi desenvolvido, inicialmente, em parceria com a Theodora Foundation (Suíça). Os artistas do grupo fazem uma pesquisa continuada sobre a função do palhaço na sociedade e sua potência como promotor de saúde.
No ano passado, os artistas se desligaram dos Doutores da Alegria e elaboraram um projeto artístico que reúne médicos, músicos e palhaços. Cerca de 10 mil crianças foram "atendidas" durante o ano. No mesmo período, o grupo ministrou oficinas e realizou intercâmbios com artistas e profissionais de saúde de diversas cidades do Brasil.
O repertório do grupo conta, ainda, com outro espetáculo, Inventário. A montagem, voltada ao público adulto e que conta a experiência destes palhaços, ficou em cartaz no SESC Avenida Paulista e viajou para outras 42 cidades brasileiras integrando o projeto Palco Giratório do SESC Nacional.
Já o show da Banda de Palhaços do grupo se apresentou em importantes festivais, com destaque para o Festival Internacional de Palhaços (Festclown - DF) e o Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT - SP).
Em 2010, o objetivo do grupo é ampliar o alcance do trabalho que vem sendo realizado nas enfermarias. Além das intervenções regulares que o grupo realiza em cinco hospitais públicos da capital fluminense, serão realizados espetáculos teatrais, shows musicais e oficinas de formação.
O projeto do grupo, que pensa a saúde por meio da arte do palhaço, é uma possibilidade de criar espaços de reflexão e de colocar em prática estratégias diferenciadas de ação no âmbito da cidadania.


Ficha Técnica:
Direção: Flávia Reis
Direção Musical: Guilherme Miranda
Elenco: Diogo Cardoso, Eber Inácio, Guilherme Miranda, Florência Santangelo, Julia Schaeffer, Cris Brasil, Kadu Garcia, Marcos Camelo e Patrícia Ubeda.
Iluminação: Paulo Denizot
Produção: Boccanera Produções
Realização: Grupo Roda Gigante

Informações: (16): 3337.3100