Quem Sou Eu???

Quem Sou Eu???
Uma Eterna Aprendiz...

Total de visualizações de página

Volta ao mundo... Estamos aqui!!!

Recent Visitors

Seguidores

Postagens populares

3 de dezembro de 2010

Autos de Natal na Morada do Sol

Autos de Natal embalam espírito natalino e teatro de rua


O projeto Autos de Natal, da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta teatro de rua com temas natalinos, gratuitamente, para a população da cidade, em espaços públicos de Araraquara.







































O projeto Autos de Natal, da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, apresenta teatro de rua com temas natalinos, gratuitamente, para a população da cidade, em espaços públicos de Araraquara. Participam da edição 2010 os grupos de teatro Núcleo de Artes Integradas, com o “A Árvore Mágica”, e Cia de Retalhos, com “Jafé e a Flor de Mandacaru”.
Os Autos terão início no próximo domingo dia 5 de dezembro, às 17h30, no Choro das Águas, com “Jafé e a Flor de Mandacaru”, e seguem até o dia 22 de dezembro.
As apresentações serão realizadas: Praça do DAAE, Praça Pedro de Toledo, SASDA (Sociedade Araraquarense de Servidores do Departamento de Água), Parque Infantil (Praça Major Abel Fortes), em frente à Casa da Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, e Praça Santa Cruz.
“A Árvore Mágica”, do grupo Núcleo de Artes Integradas, mistura teatro, dança e técnicas circenses promovendo uma grande intervenção artística, que resulta na montagem de uma árvore de Natal.
O Auto apresenta quatro funcionários contratados na véspera de Natal. Na carta de contratação, recebem suas funções e estranhas obrigações. Entre estas, cabe a eles enfeitar e acender a árvore de Natal que se encontra no centro da fábrica.
O que parecia simples se torna impossível diante das inúmeras trapalhadas e curtos circuitos que acontecem. Porém, para completar a missão, eles precisam primeiro encontrar e acreditar no espírito de Natal.
O Núcleo de Artes Integradas tem direção de Max Oliveira. No elenco estão: Daiane Câmara, Felipe Ferrari, Mariana Ferreira, Vitor Castro. O espetáculo tem figurino e sonoplastia de Flávia Ferrari.
As apresentações de “A Árvore Mágica” serão apresentadas nos seguintes dias: 12 (11h – SASDA), 14 (20h - Parque Infantil), 19 (17h30 - Choro das Águas), e 21 (20h - Casa da Cultura).
Já a Cia de Retalhos apresenta “Jafé e a Flor de Mandacaru”. O Auto apresenta o menino Jafé, que incentivado pelas histórias de Dona Zéfa, sai em busca da flor do mandacaru, para que em seu florescer possa vislumbrar a aparição do anjo que anunciou o nascimento do menino Jesus. No trajeto o menino encontra com o ardiloso Sinistro, personagem lúdico que separa o real do imaginário. A fuga de Jafé causa o desespero da mãe que sai em busca do menino e depara-se com personagens corriqueiros e o próprio Sinistro que está a espreitá-la.
“Jafé e a Flor de Mandacaru” tem direção assinada pelo próprio grupo Cia de Retalhos, assim como cenário, figurino e produção. O texto é de Di Souza, com colaboração de Alessandra Santos e Márcia Senna. A iluminação e a sonorização ficam a cargo de Marcelo Nassi, enquanto as fotos são de Robison Willian.

Note e Anote

Tanden no SESI

Amanhã dia 4 e domingo dia 5 de dezembro, o SESI Araraquara apresentará, gratuitamente, a peça Tanden, produzido pelo NAC São José do Rio Preto. Serão realizadas duas sessões, uma no sábado, às 20h, e outra no domingo, às 19h. O espetáculo integra a mostra teatral Cena Livre 2010, projeto itinerante que destaca montagens produzidas pelos alunos dos Núcleos de Artes Cênicas (NACs) da entidade em 16 municípios do Estado: A E Carvalho/Capital, Araraquara, Birigui, Franca, Itapetininga, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Campinas, Piracicaba, Rio Claro, Santo André, Santos e Sorocaba.
Resultado de processo colaborativo, a montagem conta a história de um homem que, em sua trajetória, depara-se com figuras de seu passado, traumas e fantasias. Assim, ele passa a se relacionar com essas criaturas que não deixam de ser a expressão concreta de seus desejos e medos reprimidos. Por meio de imagens recorrentes e uma dramaturgia não linear, o protagonista encontra projeções de si mesmo e da metáfora sexual que permeia suas questões.
A orientadora Juliana Medeiros propôs ao elenco dois estímulos que nortearam o trabalho: exercícios de improvisação corporal e exercícios de escrita automática (mecanismo o qual os orientandos devem escrever incessantemente por 5 a 10 minutos sem parar para refletir sobre a lógica ou coerência do texto, apenas manifestando o que seu consciente e subconsciente fornecem como material criativo) a partir de uma reflexão que surgiu de uma visita ao terreiro Dito, não dito, interdito, da 29ª Bienal.
De acordo com ela, as improvisações foram sendo desenvolvidas e conectaram o tema do calar com a repressão sexual; o desejo de se manifestar, com a restrição imposta por nós mesmos; o desejo, com as barreiras que o impedem de se tornar fato; a busca do necessário, com o desconhecimento do que se busca de verdade.
“A dramaturgia foi tecida a partir de imagens recorrentes, de símbolos que retornam em uma nova situação, da inquietação de um ser que se insere em múltiplos contextos inexistentes, de referências da psicologia como ego, superego e Id", relata a diretora. E esclarece: "No Zen Shiatsu, Tanden é uma área do baixo ventre que concentra a energia vital, a força sexual e é a intensidade dessa força que o experimento pretende abordar".
No projeto Cena Livre, o público poderá acompanhar os resultados artísticos, frutos dos processos vivenciados pelos alunos dos Núcleos de Artes Cênicas do SESI ao longo do ano. Além de assistir as propostas cênicas, os espectadores também contribuem para o aprimoramento artístico-pedagógico dos jovens atores, uma vez que estas apresentações possibilitam aos alunos uma experiência importante à sua formação cultural, ao entrar em contato com diferentes platéias, de diferentes espaços e cidades.

Ficha Técnica:
Orientação: Juliana Medeiros
Concepção de Iluminação: Juliana Medeiros e Dirceu Capuchinqui
Operação de Luz: Dirceu Capuchinqui
Pesquisa de som: Micael Pimentel
Operação de Som: Bruna Gabriela do Amaral
Concepção de Figurinos e Adereços e Trilha Sonora: O Grupo
Elenco: Cristiane Ferro, Fabiana Abranches, Micael Pimentel, Riva Martins, Rosangela Paro e Saelem Borin.
Informações: (16): 3337.3100

Nenhum comentário: